Domingo, 07 de março de 2021   -     01:53 |

Produtores do Território do Vale Itaim testam aplicativo para monitorar ovinos

Está sendo realizado no Território do Vale do Itaim, em parceria com a Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), um teste com um novo aplicativo desenvolvido pelo Instituto Federal do Piauí (IFPI), por meio do Programa Adaptando Conhecimento para a Agricultura Sustentável e o Acesso a Mercados (Aksaam) com recursos do Fida Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida).

Segundo o superintendente do Desenvolvimento Rural da SAF, Francisco das Chagas Ribeiro, a testagem, que teve a Cooperativa dos Produtores Rurais da Chapada Vale do Rio Itaim (Coovita) como modelo, tem objetivo de melhorar a produção e a qualidade do rebanho de ovinos e caprinos na região.

O produtor de ovinos Oscasiano de Santana está participando do projeto com 50 animais de sua propriedade em Paulistana e avalia que a atividade vai contribuir para o desenvolvimento da região. “Entendemos que o objetivo do trabalho neste segmento é de nos ajudar, no manejo, na comercialização dos animais e aumentar a nossa renda, com um monitoramento feito através deste aplicativo (APP). Achei fácil de manusear. Em cada animal foi implantado um colar com um QR code, que vai ajudar na leitura dos dados”, explicou.

O monitoramento será feito até o dia em que os animais estiverem prontos para a venda a fim de impulsionar a comercialização. A cooperativa vai localizar e saber com facilidade o peso do animal, situação de vacinação e também será organizado um calendário onde o criador irá informar a data que deseja realizar a venda.

Segundo o consultor do projeto Viva o Semiárido da Unidade Regional de Paulistana, Wendel Rebouças, inicialmente, o teste foi feito de forma off line, quando foram cadastrados ovinos na região de Paulistana, com previsão para serem vendidos em fevereiro. O grande objetivo desta ação é testar a funcionalidade, fazer ajustes do aplicativo, identificando possíveis erros ou não. “A experiência foi produtiva. Quando o aplicativo entrou em rede, foi feita a transferência de dados, tranquilamente. O teste também servirá para inserção de novas ferramentas e no futuro e para o desenvolvimento de um software geral que os celulares vão alimentar”, frisou.

O objetivo maior do APP é ter controle do que foi criado e produzido na cooperativa e gerenciar a produção para que seja possível escalonar a distribuição dos animais que vão estar disponíveis para o abate ao logo do ano.

Fonte: CCom

Dê sua opinião: