Quarta, 15 de julho de 2020   -     08:46 |

PIS/Pasep: Prazo para retirar benefício termina na sexta

 Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo  

O prazo para trabalhadores sacarem o abono salarial PIS-Pasep referente ao ano base de 2019/2020, termina nesta sexta-feira (29). A dois dias do fim do prazo, 2,5 milhões de pessoas ainda não sacaram o benefício, apesar de terem direito.  

O PIS/Pasep começou a ser pago em julho do ano passado. No momento, o valor total, que ainda não foi retirado e está disponível para saque, é de R$ 1,6 bilhão.  

Quem perder o prazo continuará tendo direito ao benefício. Segundo a Secretaria de Trabalho, do Ministério da Economia, o prazo prescricional é de 5 anos.

O PIS é pago aos trabalhadores da iniciativa privada pela Caixa Econômica Federal. O banco informou que desde o início do pagamento, no ano passado, apenas 19,6 milhões de pessoas sacaram o dinheiro, embora 21,8 milhões estivessem aptas a receber. Do valor total, ainda restam R$ 1,3 bilhão disponíveis para pagamento.

Quanto ao Pasep, pago pelo Banco do Brasil aos funcionários públicos, estão disponíveis 370 mil abonos para saque, representando o total de R$ 300 milhões para pagamento.

Pessoas que têm direito e ainda não sacaram o benefício, devem ir a uma das unidades da Secretaria de Trabalho. Também é possível contactar a central de atendimento, pelo número telefônico 158. As informações sobre o PIS também podem ser obtidas pelo telefone 0800 726 02 07 da Caixa. A consulta ainda pode ser feita através do www.caixa.gov.br/PIS, na aba “consultar pagamento”. Para isso, é necessário ter o número do NIS (PIS/Pasep) em mãos. No caso do Pasep, as informações podem ser obtidas pelo telefone 0800729 00 01, do Banco do Brasil.

Tem direito a receber o benefício do abono salarial quem está cadastrado no fundo PIS/Pasep por pelo menos cinco anos e recebeu até dois salários mínimos mensais (R$ 1.996), de média, com carteira assinada e exerceu atividade remunerada durante, pelo menos, 30 dias em 2019.  

* Com informações do Pleno News

Dê sua opinião: