Sábado, 19 de junho de 2021   -     19:36 |

NTU apresenta soluções para o sistema de transporte nacional e de Teresina

Foto:Reprodução/Myrian Aguiar -Setut

Em coletiva de imprensa virtual realizada nesta segunda-feira (07), o presidente da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), Otávio Cunha, e o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT), representado pela assessora técnica da entidade, Myrian Aguiar, trataram sobre o cenário nacional e local do transporte público, proposta de soluções e reestruturação do sistema de transporte, além de gargalos enfrentados pelo setor. A NTU ponderou a importância do diálogo da Prefeitura de Teresina com os empresários e propôs debate com toda a sociedade civil sobre o cenário, escalonamento de atividades, cumprimento de subsídios ao sistema, dentre outros pontos.

No evento on-line, Myrian Aguiar, assessora técnica do Setut, descreveu a situação insustentável do sistema de transporte público de Teresina, que acumula atrasos de subsídios, impasse e falta de diálogo efetivo com a gestão municipal. “A licitação de transporte realizada em 2015 prevê e expressa que o contrato defina o financiamento do sistema tarifário, com contrapartida da Prefeitura, assim como a política de subsídios como o preço da passagem, para que seja possível manter o equilíbrio econômico do sistema. Estamos sempre em busca de um diálogo efetivo e necessário. Nós já enviamos para a Prefeitura o diagnóstico e sugestões de melhorias sobre o transporte público da Capital, essa é uma prática permanente e está prevista em regulamento e contrato de concessão, no qual as empresas podem apresentar soluções para melhorias no sistema. Até o presente momento não obtivemos respostas por parte da gestão da cidade”, informa.

Otávio Cunha, presidente da NTU, apresentou propostas de reestruturação do setor, como por exemplo, a criação de um novo marco legal e reestruturação do sistema de transporte coletivo, de ônibus e trilhos. “Acreditamos que em agosto, tendo como autor o senador Antônio Anastasia (MG-PSD), o projeto começará a tramitar no Congresso, já com apoio de muitos parlamentares. O projeto está assentado em três pilares, que permitirão ao setor alcançar vários objetivos, como a Segurança Jurídica, a Racionalização e a Inovação das Redes de Transporte. O sistema de transporte não consegue se sustentar pela tarifa paga pelo passageiro. Nós temos que buscar novas formas de remuneração e Teresina já tem até um Fundo Municipal constituído. Então é só buscar entendimento, recursos extra-tarifários, dentre outros pontos. Uma mobilidade urbana bem resolvida promove impulso em todas as atividades urbanas, aumenta a arrecadação de todos os setores como comércio, indústria e serviços, tudo se dinamiza com um transporte público eficiente”, disse.


Dê sua opinião: