5000onon

Morre Bita do Barão, o maior umbandista do Brasil, após internação em Teresina

 Foto: Reprodução/ Facebook

Bita do Barão, o maior pai de santo do Brasil, morreu no início da tarde desta quinta-feira (18/04) após cinco dias internado no Hospital São Paulo, em Teresina. O babalorixá da cidade de Codó (MA) sofria de vários problemas de saúde quando foi internado na capital piauiense, chegando a ficar na UTI em coma.

Ele morreu ainda no hospital e seu corpo deve chegar em Codó por volta de 19h. A informação do óbito foi confirmado por sua filha, Janaína.

Desenganado pelos médicos, a família preferiu levá-lo para Codó, onde passaria ás últimas horas de vida ao lados de amigos e familiares, mas não foi possível. Nas redes sociais, foi informado que sua filha vai substituí-lo-lo no trabalho que ganhou fama mundial, atraindo políticos e artistas famosos.

Desenganado pelos médicos, a família preferiu levá-lo para Codó, onde passaria ás últimas horas de vida ao lados de amigos e familiares, mas não foi possível. Nas redes sociais, foi informado que sua filha vai substituí-lo-lo no trabalho que ganhou fama mundial, atraindo políticos e artistas famosos.

"Por mais que um dia a morte chegue para o Mestre Bita, seu trabalho na terra nunca irá parar . Seus seguidores e sua filha Janaína dará continuidade a tudo que ele deixará aqui. A o longo dos anos ele já a vinha preparando sua filha para permanece no seu lugar a pós sua partida. Salve o nosso mestre Bita do Barão", dizia a postagem.   

 Bita do Barão e a filha Janaína (Foto: Reprodução)

Antes da morte, a família emitiu outra nota:

"Esclarecendo aqui os boatos sobre a morte do Mestre Bita. Ele não faleceu, mas os médicos a pós a consulta desenganarão ele e a todos nós. Que seja feita a vontade de Deus! Quero aqui avisar aos filhos e amigos do Mestre Bita do Barão, quero avisar quem tiver o interesse de esta com ele com vida que amanhã 18/04/2019 ele já estará em sua residência em Codó".

Quem era Bita do Barão

Segundo biografia descrita pelo Codó Online, Wilson Nonato de Sousa, conhecido como Bita do Barão, nasceu em Codó do Maranhão no dia 10 de julho de 1932. Filho de Cirilo Bispo, caxiense, e Olívia Ferreira de Sousa, codoense. 

Seu apelido, Bita, nada tem a ver com a Umbanda. Segundo ele, seu apelido foi dado por seu padrinho pelo fato de ter sido uma criança muito danada, ao ponto de ser comparado com um bode. O que a Umbanda acrescentou ao apelido 'Bita' foi o sobrenome Barão de Guaré, uma homenagem aos orixás de sua tenda Rainha Iemanjá.

Sua Tenda Espírita de Umbanda, Rainha Iemanjá, foi fundada em 24 de janeiro de 1954. Iniciou-se em Santo Antônio dos Pretos, orientado pelo pai de santo, Telles, aos 5 anos de idade.

Conhecido no Brasil e no mundo, sua casa recebe políticos e pessoas da alta sociedade de todo o mundo. Bita do Barão revelou que nem sempre recebia pessoas pra consultas abertamente. Chegou a recebe-las escondido para não ser preso pela polícia, pois naquela época a Igreja Católica tinha muito poder e condenava seu trabalho.

 Foto: Reprodução

Por todo o município, região e estado, corre sua fama de homem que acumulou uma fortuna trabalhando com os orixás da Umbanda. Sua riqueza chegou a ser comparada até mesmo com as dos grandes grupos empresariais da região. 

Entrevista polêmica

Em janeiro de 1996 ele concedeu entrevista à Folha de S. Paulo onde deu detalhes da sua atuação. 

"Eu sou um preto muito fino... Fiquei conhecido no mundo... Adoro Satanás... Sou muito procurado por políticos e pessoas que querem melhorar a situação financeira...", foram algumas das declarações.

Sobre a idade, que muitas afirmam que ele faria 109 anos em 2019, a própria matéria desvenda detalhes: "dizem que ele aumenta a idade para aparentar juventude eterna".

Além disso, uma mãe de santo, Ana Moreira, que em 1996 tinha 62, disse "que o conheceu garoto e já incorporando divindades espirituais no povoado de Santo Antônio dos Pretos, afirma que ele tem pouco mais de 50 anos".

 Foto: Reprodução

* Com informações do 180 Graus 

Dê sua opinião: