Sábado, 19 de junho de 2021   -     18:18 |

FIEPI divulga dados da Sondagem da Construção Civil de março

Foto: Reprodução 

A Federação das Indústrias do Estado do Piauí (FIEPI) divulgou resultado da pesquisa Sondagem da Indústria da Construção Civil realizada no mês de abril com dados referentes ao mês de março de 2021
Em março, o nível de atividade em relação ao usual na construção civil apresentou o menor índice desde janeiro de 2021, com o percentual de apenas 23,8% igual ao usual. Essa queda também foi observada na região Nordeste no mesmo período (35% em março), embora mantendo-se superior ao do Piauí.
A evolução no número de empregados comparado ao mês anterior  mostra um elevado percentual de estabilidade (85,7% em março), enquanto o Nordeste registra estabilidade em 58,6% dos empregos em março de 2021.Já o aumento no número de empregados, que era de 19% em fevereiro, caiu  para 4,8% em março. O critério de  redução no número de empregados apresentou uma leve melhora em relação ao mês anterior  passando de 14,3% em fevereiro para 9,5% em março. Estes dados mostram que embora tenha havido uma queda no nível de atividade em relação ao usual , os empregos se mantiveram estáveis e a redução nos empregos também foi menor , inclusive que os da região nordeste, que reduziu 27,1% do número de empregados comparado ao mês anterior.

PERPECTIVAS PARA OS PRÓXIMOS 6 MESES
A perspectiva de aumento no nível de atividade para os próximos 6 meses  no Piauí passou de 33,3% em fevereiro para 18% em março. Essa queda foi também observada no Nordeste, que tinha 33,9% em fevereiro e agora, em março, registra expectativa de aumento no nível de atividade de 27,1%.
A perspectiva de aumento na compra de insumos e matérias-primas passou de  33,3% em fevereiro para  28,6% em março. Os percentuais estão próximos ao Nordeste (31,4% em fevereiro e 26,4% em março).
Já a expectativa de novos empreendimentos e serviços para os próximos 6 meses, que é um bom critério para avaliar a intenção da construção civil, recuou de 42,9% em fevereiro para 38,1% em março. Os números de março estão  próximos aos do Nordeste (33,6% em março).
A perspectiva de aumento no número de empregados apresentou o percentual mais baixo do trimestre. Em janeiro, o índice era de 40%, passando para 42,9% em fevereiro, fechando o mês de março com 28,6%. Essa tendência de queda é regional também:no nordeste a perspectiva para  fevereiro era 28,1% e em março caiu para 20,7%.
As intenções de investimento para os próximos 6 meses, em que a indústria da construção civil provavelmente tem intenção de investir, têm se mostrado cautelosas. Março registrou  leve queda em relação a fevereiro passando de 47,6% para 42,9% em  março de 2021. Mesmo com esta redução no percentual em relação a intenção de investimento o estado ainda apresentou índices superiores ao do  Nordeste (31,4% em março).


Dê sua opinião: