Sábado, 16 de outubro de 2021   -     18:37 |

Experimento mostra que Teresina tem potencial para produção de uva

Foto: Reprodução


No curso de Agronomia da Universidade Estadual do Piauí, campus Torquato Neto, pesquisadores realizam experimentos com uma variedade cultivar de Uva (Vitis labrusca) conhecida como Isabel Precoce, com o objetivo de comprovar a viabilidade e a produtividade do fruto no Estado. Esta espécie de videira é de origem americana e pode ser utilizada pela indústria tanto na produção de sucos quanto na fabricação de vinhos.

O professor Cícero Nicolini realiza esse estudo em Teresina desde 2018. O experimento é realizado no Parque de Exposições “Dirceu Arcoverde”. Apesar do clima tropical da capital, o docente explica que existe potencial para o desenvolvimento agroindustrial de pomares de videiras na região.

“É possível haver a produtividade dessa uva com duas produções por ano: imediatamente após o período chuvoso e após a primeira safra, em meados de setembro”, enfatizou o professor sobre o desenvolvimento da videira na capital do Piauí.

Renato Romão é aluno do curso de agronomia e foi bolsista da ação através do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC 2020/2021). O estudante conta que antes da execução da proposta, literaturas foram consultadas para que a pesquisa obtivesse bons resultados. Após essa etapa, produziram as mudas e realizaram o plantio.

Algum tempo depois do cultivo, as videiras foram avaliadas pelos pesquisadores. “Comprovamos que ela é viável para o produtor, principalmente se ele conduzir o plantio de maneira correta, ou seja, fazer a poda, a adubação e a irrigação adequada”, esclareceu Romão.

Em virtude do encerramento do ciclo PIBIC 2020/2021, outro discente está dando continuidade a pesquisa. Samuel Fagner cursa o 6º período e já deu início as atividades do projeto. Ele explica que agora a proposta será ampliada e novos fatores serão avaliados.

“Nossa perspectiva é analisar através deste trabalho a eficiência das duas formas de indução, que  viabilizam as duas safras anuais, e fornecer informações sobre os problemas fitossanitários do setor no Piauí”, pontuou o acadêmico de Agronomia.

Além disso, os pesquisadores também pretendem tentar experimentos com mais variedades de Uva, inclusive com a Uva de Mesa.

Dê sua opinião: