Quinta, 25 de fevereiro de 2021   -     16:23 |

Em pré-abertura, ações da Petrobrás em Nova York têm queda de até 17%

O American Depositary Receipts (ADR) da Petrobras teve queda de pelo menos 17,11% antes da abertura da bolsa de valores de Nova York nesta segunda-feira (22/2). O ADR é o certificado de ações que permite a empresas estrangeiras negociarem os títulos nas Bolsas de Valores dos Estados Unidos.

A Petrobrás é uma das empresas brasileiras que mantém ADRs negociados na bolsa de valores de Nova York (NYSE).

Foto: Reprodução/Carta Piauí

O ADR da Petrobrás abriu o dia em queda de aproximadamente 16,22%. Até as 8h50 (horário de Brasília) desta manhã, já havia perdido 17,11% das ações. Até as 9h06, no entanto, a variação das ações caiu para 16,42%.

Já o EWZ, maior fundo de índice (ETF, na sigla em inglês) do Brasil em Nova York, registrava queda de aproximadamente 5% na pré-abertura da Bolsa de Nova York desta segunda-feira. Até as 8h45, a baixa era de 6,22%.

Na última sexta-feira (19/2), o presidente Jair Bolsonaro anunciou a indicação do general da reserva Joaquim Silva e Luna para a presidência da Petrobras. Atualmente, o  cargo é ocupado por Roberto Castello Branco.

Foto: Reprodução/Carta Piauí

O conselho de administração da empresa se reúne nesta terça-feira (23/2) para decidir se aprova a indicação de Silva e Luna, atual diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional.

A troca na administração da Petrobrás ocorre após o presidente da República revelar que, a partir de 1º de março, o governo vai zerar os impostos federais incidentes no diesel e no gás de cozinha. Recentemente, a petroleira anunciou aumentos de 15,2% e 10,2% nos valores do diesel e da gasolina, respectivamente.

A mudança no comando da Petrobrás e as últimas declarações de Bolsonaro também provocaram pânico no mercado financeiro brasileiro. Na sexta-feira, as ações da empresa tiveram queda de quase 8%, o que fez com que a petroleira perdesse R$ 28,2 bilhões em valor de mercado.

As ações preferenciais da Petrobrás caíram mais de 6%, enquanto as ordinárias tiveram queda de 7,50%. O principal índice da bolsa de valores brasileira (B3) também fechou em queda de 0,63% na sexta-feira, a 118.420 pontos.

Gestoras recomendam vendas de ações

A XP investimentos também rebaixou neste domingo (21/2) a recomendação das ações da Petrobras de “neutro” para “venda”. A gestora de investimentos ainda revisou o preço-alvo do papel, de R$ 32 para R$ 24, após o anúncio, na sexta-feira, da troca do presidente da estatal, Roberto Castello Branco, pelo general da reserva Joaquim Silva e Luna.

Em relatório, o analista Gabriel Francisco atribuiu a alteração à sinalização negativa em termos da perspectiva de governança da estatal e à atual gestão de preços com o anúncio de substituição do presidente da companhia.

“Vemos esse anúncio como uma sinalização negativa, tanto de uma perspectiva de governança, dados os riscos para a independência de gestão da Petrobrás, como também por implicar riscos de que a companhia continue a praticar uma política de preços de combustíveis em linha com referências internacionais de preços, ou seja, que reflitam as variações dos preços de petróleo e câmbio”, diz Francisco.

Fonte: Metrópoles

Dê sua opinião: