Quinta, 19 de maio de 2022   -     02:52 |

Aleksandro, da dupla com Conrado, morre em acidente de ônibus na Régis Bittencourt, no interior de SP; mais 5 morreram

A música sul-mato-grossense e todo o universo sertanejo do Brasil está de luto! Foi confirmada no início da tarde deste sábado (07) a morte do cantor Luiz Aleksandro Talhari Correia, de 34 anos, que fazia dupla com o cantor João Vitor Soares no duo Conrado e Aleksandro.
O ônibus que transportava a dupla e toda a banda se envolveu em um acidente durante esta manhã, na rodovia Régis Bittencourt, na altura de Miracatu, no interior de São Paulo. Ao menos 19 pessoas estavam no veículo.
A polícia ainda não divulgou a identidade das vítimas fatais, mas o corpo do cantor Aleksandro foi reconhecido.
Aleksandro era o único cantor original da dupla, que iniciou a carreira em 2003 na cidade de Dourados. O parceiro original, Conrado Bardi de Jesus Bueno, se lançou em carreira solo no ano de 2019. Para o seu lugar foi chamado o cantor João Vítor Soares, antigo integrante da dupla Fábio & Rafael, que adotou o nome artístico de Conrado para dar sequência ao trabalho.
O acidente aconteceu, por volta das 10h30, no km 402,2 da pista com sentido São Paulo (SP). Uma faixa da pista e o canteiro central foram interditados. As causas do acidente ainda são desconhecidas.
Dos feridos, oito foram socorridas, cinco ficaram presos nas ferragens e uma vítima ainda não foi encontrado, podendo estar debaixo do veículo, que tombou na pista.
De acordo com a Arteris, concessionária que administra o trecho, há registro de 4km de congestionamento na pista sentido Curitiba e 2km no sentido São Paulo.

O veículo saiu de Tijucas do Sul (PR), onde a dupla fez um show na sexta-feira (6), e seguia com destino para São Pedro (SP), onde há um show agendado para este sábado.

Conrado & Aleksandro, é uma dupla de Sertanejo Universitário formada em 2003 em Dourados, por João Vitor Soares, o Conrado, e Luiz Aleksandro Talhari Correia, o Aleksandro.
Inicialmente tocando em barzinhos na cidade de Dourados, a dupla desde o início já mostrava entrosamento e vocação para o mercado sertanejo, trazendo não só clássicos do Sertanejo, mas também músicas autorais, que começaram a fazer sucesso na região de Mato Grosso do Sul.
Entre os sucessos, “Só Se For Gelada”, “Camionete Inteira”, “Tô Bebendo de Torneira” e “Ao Vivo em Curitiba” que ficou mais de seis meses entre as 30 mais tocadas no Brasil, e “Tô Bebendo Demais”, que se destacou entre as 20 mais tocadas segundo ranking da Billboard. O último grande sucesso, “Tereré e Narguilé”, já soma mais de 1 milhão de visualizações no Youtube.

Dê sua opinião: