Segunda, 22 de julho de 2019   -     18:08 |
5000onon

W. Dias diz que reforma da Previdência como está não resolve problema do déficit

 Foto: André Oliveira

O governador Wellington Dias tratou, nessa quarta-feira (26), em Brasília, mais uma vez de alternativas que ajudem aos estados e municípios brasileiros a partir da reforma da Previdência. O chefe do Executivo piauiense se reuniu com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre; o líder do governo no Senado, senador Fernando Bezerra; e representantes das frentes parlamentares do norte, nordeste e centro-oeste brasileiro. Ao final do encontro, Dias declarou que a reforma, como está, não resolve o problema do déficit.

"Não tem sentido aprovar uma reforma e sair dela com déficit, sem condições de sustentabilidade para as despesas de aposentados e pensionistas. O déficit é de aproximadamente R$ 86 bilhões para os estados brasileiros, fora o da União e dos municípios. Na conta apresentada, a estimativa é de uma redução média de 10% desse déficit", esclareceu o governador do Piauí.

A solução para minimizar o déficit, segundo Wellington, passa pelo próprio Congresso Nacional. O governador cobra o andamento de matérias em tramitação na Câmara e no Senado, que prevêem a geração de novas receitas para os entes federados, dinheiro que deve ser utilizado para a finalidade específica da previdência. Dias cobrou andamento desses projetos.

"O projeto que regulamenta essa parte do bônus de assinatura; o projeto que trabalha a regulamentação do Fundo Social, parte da cessão onerosa; o projeto de securitização da dívida, já até aprovado pelo Senado; projeto que regulamenta a tributação da distribuição sobre lucros e dividendos e, aqui no Senado, tem a recuperação do Fundo de Participação a partir da emenda 51", citou o governador.

Wellington finalizou a entrevista coletiva declarando que o avanço nas questões relacionadas à redução do déficit é importante para contabilizar mais votos favoráveis à reforma no Congresso Nacional.

Consórcio Nordeste

O Fórum dos Governadores do Nordeste aprovou por unanimidade, em Brasília, nessa quarta, o Estatuto do Consórcio Nordeste. "Temos agora um longo trabalho a fazer pelo crescimento da nossa região", ressaltou Dias.  

* Com informações da CCOM/PI

Dê sua opinião: