Sábado, 21 de setembro de 2019   -     05:59 |
5000onon

Wellington Dias pede suspeição de conselheiro e auditores do TCE-PI

O governador Wellington Dias entrou com o pedido de suspeição no Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) contra o conselheiro Luciano Nunes e mais quatro técnicos na análise de contas referentes ao estado. O gestor questiona a avaliação técnica dos servidores, que segundo ele, tem questão política.

O conselheiro Luciano Nunes é pai do ex-deputado Luciano Nunes, que disputou as últimas eleições com o governador Wellington Dias. A questão política, segundo o governador, comprometeria uma análise do conselheiro, que deveria ser feita de forma imparcial, baseadas em números e constatações inloco das obras.

 Foto: Lucas Marreiros/G1

"Eu como cidadão, como gestor, fiz na forma que expressamos no termos apresentados no Tribunal. Cabe a corte analisar. Não é fácil alguém, com o comportamento que tenho adotado na vida toda chegar a esse ponto. Agora eu acho que chegou em uma situação que não tinha outra alternativa e assim fiz como previa a lei", disse Wellington Dias. 

Em resposta, o conselheiro Luciano Nunes destacou que não existe ressentimento. "É uma coisa que tem que ser analisada, eu não vou me manifestar, até porque isso pra mim não gera ressentimento, absolutamente nada, o que me geraria desconforto é que a pessoa falasse que eu não estou cumprindo bem a minha função. Agora a altura, o tom que eu falo, se digo coisas que não comprometem no meu caráter, no meu comportamento, eu não tenho problema. Eu tenho 70 anos e nunca respondi um processo na minha vida", declarou.

O pedido foi protocolado junto à presidência do TCE-PI e distribuído para a Corregedoria do Tribunal. O corregedor se transforma no relator do processo, que no final apresentará um parecer e este deve ser submetido ao plenário. A partir daí, todos os conselheiros decidem se afastam o conselheiro e os técnicos da apreciação das contas que envolver o governo. 

* Com informações do G1 PI

Dê sua opinião: