5000onon

Secretário de segurança recebeu telefonema de poderosos sobre prisão do deputado Fábio Macedo

O jornal O Estadão, de circulação nacional, publicou que o secretário de Segurança Pública de Piauí, coronel Rubens Pereira, afirmou ter recebido uma ligação do presidente da Assembleia do Maranhão, Othelino Neto (PCdoB), que pediu desculpas em nome da Casa sobre a confusão na qual se envolveu o deputado Fábio Macedo (PTB).

“Adotamos os procedimentos que a lei nos permite como a qualquer outro cidadão, sem distinção ou privilégio ou retaliação em função do cargo que ele ocupa”.

“De nossa parte e dos policiais do Piauí, nenhum ressentimento ou mau juízo dos que honrosamente integram o parlamento maranhense”, disse o secretário.

Macedo foi preso na madrugada de sábado (09) depois de agredir um integrante da banda do Léo Cachorrão, no bar de baladas Bendito, na Zona Leste e, por abuso de autoridade. Na hora em que foi interpelado pelos policiais militares, o deputado chegou a dizer que mandaria matar um deles e, também, o próprio cantor.

Enquanto era detido acusado dos crimes de desacato e lesão corporal, o parlamentar, que é filho do empresário Dedé Macedo, amigo querido do governador Flávio Dino (PCdoB), fez a seguinte ameaça a um policial: “Sou deputado, sou rico, aí vai morrer gente, a gente mata gente. Vocês são polícia, né? A gente mata gente.” 

Ouça o áudio:



Dê sua opinião: