5000onon

"Deveria ter vergonha": Deputado do PSOL recorre ao STF para impedir sanção de MP antifraude


O deputado Ivan Valente (PSOL) ingressou no Supremo com mandado de segurança para impedir que a MP 871, aprovada pelo Senado na segunda-feira, seja sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro.

"Na peça, distribuída ao ministro Marco Aurélio Mello, o deputado alega a ocorrência de uma mudança no mérito da proposta aprovada pelos senadores", revela O Antagonista.

Na verdade, diz o portal de alcance nacional, o deputado se refere a um mero ajuste redacional no artigo 23 que trata do registro de nascimento de uma criança, com a substituição da palavra “gênero” por “sexo”.

Na Câmara, a base do governo desistiu fazer a mudança do termo para não arrastar a tramitação. No Senado, porém, a mudança foi feita a pedido do senador Eduardo Braga (MDB).

O Antagonista diz: "Valente, obviamente, está se apegando a um detalhe sem importância para sabotar o projeto de combate a fraudes no INSS. Deveria ter vergonha".

Dê sua opinião: