5000onon

Novo promotor do caso Coaf já defendeu Flávio Bolsonaro no Twitter

Novo promotor do caso Coaf já defendeu Flávio Bolsonaro no Twitter   
 Foto:  Reuters

O promotor Claudio Calo, que herdou na segunda-feira (4) a investigação do caso Flávio Bolsonaro/Fabrício Queiroz no caso Coaf, distribuída pela Central de Inquéritos, não deve continuar no caso, por ser próximo das ideias bolsonaristas.  

Segundo o jornal “O Globo”, Claudio Calo já se manifestou publicamente sobre o assunto e compartilhou no Twitter post sobre a família do presidente Jair Bolsonaro (PSL), antes de ele receber o caso.

Em um das publicações, o promotor disse que o relatório do Coaf não necessariamente indica crime. Além disso, ele retuitou outros posts de Flávio anunciando que daria entrevistas.

Calo também já compartilhou uma publicação feita pelo irmão de Flávio, o vereador Carlos Bolsonaro, em que ele critica a postura da imprensa à viagem do presidente da República a Davos.

"Não tem nada de concreto. Recebi os 11 procedimentos investigatórios ontem, no final da tarde. Não tive sequer tempo de analisá-los. Tudo que está sendo publicado é, até agora, especulação", disse Calo, nesta terça (5), à Revista Época.

Sobre as manifestações no Twitter, ele se defendeu afirmando que se tratava de posicionamentos de “professor de direito, palestrante e articulista". "Não trato de casos em rede social e nem de investigados. Sequer me identifico como membro do MPRJ. Sigo vários parlamentares e governadores, a fim de fazer sugestões. Vide mensagens que postei no Twitter Wilson Witzel, dentre outros juristas e jornalistas, sempre com visão crítica", disse.

+ Se for verdadeira, é grave, diz Mourão sobre revelação de esquema

A investigação do caso Coaf envolvendo Flávio Bolsonaro estava com Eduardo Gussem, procurador-geral de Justiça do MP-RJ, mas saiu do órgão depois que o filho mais velho do presidente assumiu uma cadeira no Senado.

Caso Claudio Calo deixe o caso, um novo promotor será anunciado para cuidar da encrenca de Flávio e Queiroz até a próxima sexta-feira.  


Fonte: NOTÍCIAS AO MINUTO

Dê sua opinião: