Terça, 23 de julho de 2019   -     02:47 |
5000onon

MP investiga crime de nepotismo na gestão de Vilma Amorim; teria empregado o próprio esposo

O Ministério Público Estadual (MP-PI), através do promotor de justiça Adriano Fontenele Santos, está investigando suposta prática de nepotismo na prefeitura municipal de Esperantina, cidade localizada ao norte do Piauí.

MP analisa a nomeação de José Claudemir Rodrigues dos Santos, esposo da prefeita Vilma Amorim (PT), que assumiu o cargo de Diretor Municipal de Trânsito.

A portaria de nomeação foi publicada no Diário Oficial dos Municípios na edição do dia 29 de março desse ano.

No último dia 10 deste mês de junho, o promotor enviou ofício à prefeita solicitando a relação de todos os ocupantes de cargos vinculados ao Departamento de Trânsito para analisar o suposto crime.

Pelo que consta na denúncia, o esposo da gestora não seria o único parente dela a ocupar o cargo em comissão na estrutura administrativa da prefeitura.

De acordo com a legislação, nomear conjugue ou parente direto para cargo público é nepotismo, prática vedada pela Súmula Vinculante nº 13 do Supremo Tribunal Federal.

A prefeita Vilma Amorim pode responder a uma ação de improbidade administrativa, podendo perder o cargo executivo e ter os direitos políticos suspensos.

Dê sua opinião: