Quarta, 05 de agosto de 2020   -     07:25 |

Governo firma parceria com setor privado para produção de EPIs

O governador Wellington Dias visitou, nessa terça-feira (24), acompanhado do secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, duas fábricas de confecções do setor privado, que se colocaram à disposição do Governo do Estado para produzir Equipamentos de Proteção Individual (EPI), como máscaras e aventais, utilizados pelos profissionais de saúde nos hospitais. A ação voluntária contribui com o enfrentamento à pandemia da Covid-19.

As empresas visitadas foram a Fábrica de Mimos, localizada no bairro Vale do Gavião, na zona leste da capital, uma pequena empresa que trabalha com produtos personalizados; e a Guadalajara, indústria do Grupo Claudino, localizada no bairro Tabuleta, na zona sul, que já atua no estado há 40 anos.

“A Fábrica de Mimos aceitou o desafio de produzir 500 máscaras por dia para doações aos hospitais, à Vigilância Sanitária e aos policiais, que estão trabalhando diuturnamente nesse momento. É uma parceria importante com o setor privado em prol de um objetivo maior em um momento de crise como esse e ainda abre uma perspectiva de um novo mercado. É gratificante ver a solidariedade das empresas que se voluntariaram se organizando para a produção desses materiais, bem como dos seus colaboradores. São duas empresas de realidades diferentes, mas unidades por um bem comum”, ressaltou o chefe do Executivo piauiense.

Segundo o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Igor Neri, a falta de EPIs é um problema nacional, por isso a solução encontrada foi a compra de materiais e procura por pessoas voluntárias para fazer a produção desses equipamentos. “Esse movimento de arrecadação de recursos de material para os EPIs é uma parceria do Governo do Estado com um grupo de empresários e entidades, no qual buscamos parceiros, ou em doações de recursos ou em doações de materiais”, disse o gestor.

Igor Neri pontuou as parcerias que estão fazendo a diferença neste momento de combate à Covid-19. “Temos parceria com a Secretaria da Justiça, por meio das penitenciárias, onde foram disponibilizadas detentas que trabalham no corte e costura; com a Guadalajara, uma empresa renomada na indústria têxtil, que parou toda sua produção e está focada somente na produção de máscaras e aventais; conseguimos uma parceria com as umbandistas de Teresina, são 120 costureiras que decidiram ajudar a causa, elas entram com a parte da mão de obra; conseguimos, por meio dessa rede de ajuda, o material para que elas pudessem produzir; temos também pessoas individuais, que decidiram ajudar a Fábrica de Mimos, uma pequena empreendedora que produz 500 máscaras por dia. Desse modo, estamos recebendo ajuda de todo mundo, o Governo do Estado, em parceria com os empresários, pensando em uma causa maior, que é o bem da população”, ressaltou o secretário do Desenvolvimento Econômico.

* Com informações da CCOM  

Dê sua opinião: