Segunda, 03 de agosto de 2020   -     05:58 |

Golpistas fraudam cartão de Bolsonaro e gastam R$ 290 mil

Foto: PR/Marcos Corrêa

O presidente Jair Bolsonaro e dois de seus filhos, o vereador Carlos e o senador Flávio, foram vítimas de uma fraude envolvendo compras em seus cartões de crédito feitas na gigante do varejo chilena Falabella.com, estimadas em cerca de R$ 290 mil. O golpe aconteceu em junho, logo após hackers vazarem dados pessoais da família Bolsonaro, aliados e ministros.

A denúncia do fato foi feita pelo órgão de fiscalização fazendária da região Centro-Norte do Chile, que denunciou 26 pessoas pelas aquisições fraudulentas. A assessoria de imprensa do órgão informou que abriu investigação sobre o uso de cartões da família Bolsonaro. Os denunciados são empregados ou membros de marcas vinculadas à rede de lojas Falabella.  

Um dos executivos da Falabella confirmou à imprensa chilena que o golpe teria atingido o valor de 42 milhões de pesos chilenos, cerca de R$ 290 mil na conversão atual, e citou compras de itens celulares, roupas, um colchão e uma guitarra elétrica. Por conta do sigilo das transações, o órgão fiscalizador não confirmou quais itens foram comprados nos cartões de Carlos, Flávio e Jair Bolsonaro.

Na esfera administrativa, o caso foi remetido para a seção de alta complexidade do órgão de fiscalização do Chile. Além dela, há uma ordem de investigação para que a Polícia Cibernética do país faça as apurações no âmbito criminal. As diligências já começaram.

Os envolvidos no crime responderão de acordo com nova norma do Código Penal Chileno. Se condenados, os denunciados podem receber penas que vão de 541 dias a 5 anos de prisão, além de multa equivalente ao triplo do valor fraudado.

* Com informações do Pleno News

Dê sua opinião: