5000onon

Fachin adia para 30 de abril o julgamento de Ciro Nogueira no STF

O ministro Edson Fachin deferiu pedido feito pela defesa do senador Ciro Nogueira e adiou para 30 de abril o julgamento que vai decidir sobre o recebimento da denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o senador piauiense e os deputados federais Aguinaldo Ribeiro, Arthur Lira e Eduardo da Fonte, acusados de organização criminosa. O julgamento estava marcado para hoje (23).

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, atravessou petição no dia 01 de abril reforçando o pedido de recebimento integral da denúncia. De acordo com a Procuradoria “o esquema foi iniciado em 2006 e se estendeu até 2015, tendo causado prejuízo de cerca de R$ 29 bilhões à Petrobras”.

Dodge sustentou no documento que “os acusados integravam o núcleo político de um sistema estruturado para obter, em proveito próprio e alheio, vantagens indevidas no âmbito da Administração Pública Federal direta e indireta”.

“A acusação é de que o interesse dos líderes do núcleo político era o de obter cargos estratégicos na Administração Pública Federal com o objetivo de arrecadar propina junto aos empresários que se relacionavam com empresas e órgãos públicos”, diz trecho do memorial. Raquel Dodge afirmou ainda que a denúncia apresenta como provas depoimentos de colaboradores, que foram corroborados por planilhas de pagamento, cópias de contratos das empresas, comprovantes de transferências bancárias, e-mails, além da confissão parcial dos fatos por alguns dos denunciados.

*Com informações do GP1


Dê sua opinião: