5000onon

Deputado chama Sérgio Moro de "canalha" e Dallagnol de "pau mandado"

 Foto: Reprodução Paulo Pincel 

O deputado estadual Cícero Magalhães detonou o ministro da Justiça, ex-juiz Sérgio Moro, a quem acusa de vender a toga em troca de um cargo no governo que ajudou a eleger. Ao discursar na tribuna da Assembleia Legislativa, Magalhães defendeu a prisão de Sérgio Moro e do procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato em Curitiba, por combinarem o resultado da investigação e a acusação, que resultaram na prisão do ex-presidente Lula. 

Cícero Magalhães chamou o ex-juiz Sérgio Moro de "canalha" e o procurador Dallagnol de "pau mandado" de Moro. "É um canalha que lá estava para prejudicado o povo brasileiro. Uma vedete que deixou de trabalhar para aparecer, dar entrevista.. Ele planejou tudo. E o Dallagnol é um pau mandado dele".

O deputado disse que Sérgio Moro é partidário, "um justiceirozinho barato", que numa atitude "cretina" condenou um inocente à prisão. "Mas a verdade veio à tona. Pode vestir um gambá numa roupa de seda, que ele vai continuar fedendo. O podre começa a aparecer. Deus não tarda e nem falha, a verdade chega na hora certa. Hoje ele não passa de um juizeco que se vendeu... para ter um cargo de ministro no STF. Mas depois de hoje, ele é candidato a uma vaga na Papuda, no Carandiru", disparou o orador, sendo aparteado pelos deputados Franzé Silva, Francisco Limma (PT) e Nerinho (PTB). 

* Com informações do Piauí Hoje

Dê sua opinião: