Domingo, 12 de julho de 2020   -     13:18 |

Covid-19: Governo inclui grávidas e crianças no uso da cloroquina

 Foto: Reprodução  

O Ministério da Saúde decidiu ampliar a oferta de cloroquina e hidroxicloroquina para gestantes e crianças com suspeita da doença no país, informou a pasta na segunda-feira (15).  

Segunda a secretária de gestão em trabalho em saúde do ministério, Mayra Pinheiro, a pasta vai divulgar novas orientações para uso do medicamento como forma de tratamento precoce também em crianças e gestantes.  

– Estamos reeditando a primeira nota informativa acrescentando agora o tratamento precoce para dois grupos considerados de risco: gestantes e crianças – afirmou.

De acordo com Pinheiro, a medida ocorre por causa de dados que apontam as gestantes entre o grupo com maior risco de desenvolver doenças graves.

– Da mesma forma as crianças, que no início julgávamos que seriam menos afetadas – completou ela, citando a possibilidade de ocorrência de síndrome grave entre esse grupo.

A diretriz anterior da pasta, que estendia a possibilidade de uso da cloroquina para casos leves, já abria espaço para o uso em crianças, mas não havia orientações específicas para esse grupo, o que ocorre agora.

O modelo recomendado pelo ministério prevê indicação conjunta com o antibiótico azitromicina e doses que variam por fase de tratamento e sintomas leves, moderados ou graves.

No caso das crianças com sintomas leves, o uso deve ser recomendado em caso de presença de fatores de risco, como diabetes, hipertensão, obesidade, asma e cardiopatias, entre outros. A mesma ressalva não consta para casos moderados ou graves, de acordo com apresentação prévia da pasta.  

* Com informações da FolhaPress

Dê sua opinião: