5000onon

Audiência pública discute tragédia do parque rodoviário

 Foto: Reprodução TV Clube

A tragédia do Parque Rodoviário, ocorrida no dia 5 de abril deste ano, foi tema de discussão hoje (20) na Comissão de Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Acompanhamento dos Fenômenos da Natureza da Assembleia Legislativa do Piauí.

A audiência foi proposta pelo deputado Henrique Pires (MDB), presidente da Comissão, que abriu a audiência pública demonstrando preocupação com atual situação dos moradores, não só as vítimas atingidas pela enxurrada, mas todas as famílias que residem no Parque Rodoviário.

O deputado Franzé Silva (PT) lembrou que, para acompanhar a situação de moradores do Parque Rodoviário, uma comissão de deputados visitou os desabrigados para ouvir deles as reinvindicações para minimizar o impacto da tragédia.

O deputado havia aprovado requerimento solicitando informações sobre o número de casas destruídas no Parque Rodoviário. Agora, segundo o parlamentar, novas informações foram solicitadas para saber a relação dos imóveis fechados naquele local.

A deputada Teresa Britto (PV) disse que é importante saber, neste momento, o número de famílias afetadas na tragédia do Parque Rodoviário . O Governo do Estado precisa construir novas casas para essas famílias atingidas. Também é preciso a construção de uma galeria no local.

O secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marcos Ayres, disse que “já foi feito um projeto e formada uma comissão para trabalhar no setor de geologia na área do acidente, onde algumas casas serão recuperadas".

Em seguida o engenheiro Marco Antonio Ayres mostrou um vídeo no qual conta toda a tragédia e das providências que foram tomadas pelas autoridades dos setores de assistência social tanto do Estado como da Prefeitura de Teresina. O título do vídeo: “Comentários sobre a ocorrência”.

Convidados

Fizeram parte da mesa dos debates o vereador e secretário de Ação Social da Prefeitura, Samuel Silveira, O deputado Franzé Silva(PT), Henrique Pires(MDB) e Teresa Britto(PV).

O deputado Evaldo Gomes (Solidariedade) elogiou a iniciativa do colega Henrique Pires e do presidente da Assembleia, Themístocles Filho(MDB) que viabilizou a transferência das emendas parlamentares para as vítimas da tragédia do Parque Rodoviário.

Para o deputado Evaldo, “a realização desta audiência não é apontar o dedo em busca de culpados. “O importante é debater idéia e trazer soluções para que as tragédias não se repitam”.

O secretário da Defesa Civil do Estado, Geraldo Magela, falou sobre as providências adotadas para socorrer as vítimas do alagamento do Parque Rodorroviário. “O Estado participou das ações de ajuda desde o início, distribuindo cestas básicas e kits de limpeza e roupas. “, disse o secretáro.

Justificativa

Presidente da reunião, o deputado Henrique Pires leu uma mensagem enviada pela direção da Oi, que tem sido acusada de omissão da tragédia, ao não impedir o acúmulo de água no terreno que lhe pertence. Segundo a direção da Oi o convite não chegou a tempo para eles prepararem a defesa. O convite teria chegado só na sexta-feira, para a audiência pública que seria realizada na segunda-feira.

O secretário Samuel Silveira, da Assistência Social do Município, disse que o prefeito Firmino Filho chegou ao local da tragédia com muita presteza e acionou suas equipes de limpeza e de acolhimentro, 73 famílias estão sendo protegidas pelo “Programa Cidade Solidária”. Este trabalho da Prefeitura ainda continua.

Também falaram as delegadas Aldenísia Viana e Justina Vale Almeida, que estão cuidando dos processos; o deputado Georgiano Neto(PSD); Antônio Carlos, do Ministério Público; Paulo Lopes, superintendente de desenvolvimento Sul. 

* Com informações da Alepi

Dê sua opinião: