Sexta, 07 de maio de 2021   -     19:11 |

Piauí recebe mais de 95 mil doses e inicia vacinação de pessoas com comorbidades e gestantes

Foto: Reprodução

O estado do Piauí receberá, na tarde desta segunda-feira (3), 96.850 doses de vacinas para imunização contra a Covid-19. Com esses imunizantes, o estado dará início à vacinação do grupo de pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas.

Entre as vacinas que irão chegar, estão 5.850 da Pfizer, que de acordo com a determinação do Ministério da Saúde, serão entregues ao município de Teresina. Esse quantitativo corresponde à primeira dose da vacina e proporcionará continuidade das etapas de vacinação do município. Os imunizantes virão em embalagens específicas para a garantia da temperatura negativa entre -25° e -15° graus.

“A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) já se preparou para o armazenamento das vacinas da Pfizer, contando com seis freezers, que suportam a temperatura estabelecida pelo fabricante”, explica o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

As vacinas serão entregues em bandejas de 1.170 doses e deverão ser diluídas com soro de 0.90ml. A dose a ser administrada é de 0.3 ml. Após a diluição, o total de doses deverá ser utilizado em seis horas e conservados em temperatura de 2° a 8° graus.

“Nesta primeira remessa, virão apenas as primeiras doses. De acordo com o esquema vacinal do ministério, as demais deverão chegar no intervalo de uma semana. O armazenamento deve ser de no máximo cinco dias na temperatura de 2° a 8° graus e até 14 dias com a temperatura de -25° a -15° graus. A orientação do ministério é que se faça a vacinação em até cinco dias após as vacinas estarem na temperatura de 2° a 8°graus. Todas as orientações sobre aplicação da vacina foram repassadas pelo Ministério da Saúde aos municípios que irão receber”, explica o superintendente de Atenção Primária à Saúde e Municípios, Herlon Guimarães.

Vacinas da AstraZeneca

Nesta 16ª remessa também estão inclusas 91 mil doses da vacina AstraZeneca/Fiocruz que serão disponibilizadas para 13.6% do grupo de pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas e as pessoas com deficiência permanente (54.912 doses). Os imunizantes também serão destinados a 21% dos idosos de 60 a 64 anos (26.980 doses).

“Como já fizemos a distribuição de 100% do grupo de pessoas de 60 a 64 anos, após aprovação da utilização de nossa reserva técnica em colegiado, esses imunizantes que chegarão nesta remessa nos ajudarão a reforçar este novo grupo que iniciará, de gestantes e pessoas com comorbidades. Com relação aos deficientes, já iniciamos a vacinação desse grupo há pouco mais de um mês”, afirma Florentino Neto.

Os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde, nesta primeira fase de vacinação de comorbidades, e que serão adotados pelo Piauí, determinam a vacinação proporcional, de acordo com as doses disponibilizadas dos seguintes grupos:

– Pessoas com síndrome de Down, independente da idade (18 a 59 anos);
– Gestantes e puérperas com comorbidades, independente da idade (18 a 59 anos);
– Pessoas com comorbidades, de 55 a 59 anos;
– Pessoas com deficiências permanentes, cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC), de 55 a 59 anos.

“A orientação do Ministério da Saúde é seguir esta sequência de grupo. Estão inclusos também pacientes renais, em terapia de substituição (diálise), porém o Piauí já entregou as doses aos municípios para a vacinação desse grupo em uma outra etapa”, destaca Herlon Guimarães.

CoronaVac

No último sábado (30), o Piauí também recebeu 3.400 doses da vacina CoronaVac, do Sinovac/Butantan, direcionada à vacinação das segundas doses de 3% do grupo de trabalhadores da Saúde (2.255 doses) que estavam inclusos na pauta 13B, também a segunda dose de 6% (405 doses) das forças de segurança e salvamento e armadas, inseridos na pauta 13B. Também vieram mais 0.20% (11 doses) para segunda dose do grupo de forças segurança, salvamento e armadas contemplados na pauta 14B.

Dê sua opinião: