Domingo, 20 de setembro de 2020   -     21:27 |

Igrejas de Teresina e interior do estado se adequam ao protocolos para receber fiéis

As atividades religiosas passaram a ser liberadas para realizar celebrações presenciais desde segunda-feira (27). Para que a retomada fosse realizada de forma segura, as igrejas, templos, centros espíritas e todas as organizações dessa categoria tiveram que seguir as exigências estabelecidas pelos órgãos de saúde e se adequarem à nova realidade para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

Em Teresina e no interior do Piauí, as igrejas estão organizando as celebrações de acordo com o Protocolo Geral e Específico, elaborado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), por meio da Diretoria de Vigilância Sanitária do Piauí (Divisa).

De acordo com o protocolo específico para as igrejas, uma das medidas que devem ser adotadas diz respeito à lotação máxima autorizada, que será de 30% da capacidade. “Esse limite deve considerar pessoas sentadas, respeitando-se o distanciamento de dois metros entre os frequentadores”, lembrou a diretora da Vigilância Sanitária do Estado, Tatiana Chaves.

Nos horários previstos para as celebrações, as recomendações são para que sejam realizadas com as portas e janelas abertas, a fim de evitar que qualquer fiel tenha que tocar em puxadores ou maçanetas, e ainda facilitar a circulação de ar dentro do ambiente. “A Vigilância Sanitária tem acompanhado as adequações para que todas as celebrações sejam realizadas dentro do que é recomendado pelos nossos órgãos de saúde”, destacou a coordenadora da Vigilância Sanitária Municipal de Luís Correia, Flávia Rebelo.

Ainda segundo o protocolo, o responsável pela igreja deve orientar, por meio de alertas (cartazes, placas, pôsteres, mensagens de textos etc.) aos frequentadores que não poderão participar dos cultos, missas e liturgias, caso apresentem sintomas de resfriados/gripe. “Em Fronteiras do Piauí, as igrejas estão todas sinalizadas, prontas para receber os fiéis”, disse a coordenadora da Vigilância Sanitária Municipal, Tailândia Sousa.

Todas a igrejas deverão seguir o Protocolo Geral e o Protocolo Específico, sendo responsável pelo treinamento da sua equipe e pela efetivação do Plano Simplificado de Contenção, Prevenção, Monitoramento e Controle da Transmissão da Covid-19, denominado como Plano Simplificado de Segurança Sanitária e Contenção da Covid-19, o qual deve ser preenchido no site Pro Piauí, por meio do link http://propiaui.pi.gov.br, apresentando as evidências como, por exemplo, em anexo, as quais devem ser pertinentes às medidas sanitárias dos protocolos.

Os protocolos específicos completos para as igrejas e outras atividades que já retomaram seus funcionamentos estão disponíveis no site da Vigilância Sanitária (www.saude.pi.gov.br/divisa).

 

* Com informações da CCOM


Dê sua opinião: