Segunda, 23 de novembro de 2020   -     16:05 |

Gessy Fonseca do PSC oficializa apoio à campanha de Dr. Pessoa

Foto: Roberta Aline

O PSC oficializou apoio à campanha de Dr. Pessoa a prefeito de Teresina. A decisão foi anunciada por Gessy Fonseca, que foi candidata do partido no primeiro turno. A legenda reuniu apoiadores dos dois lados para formalizar a aliança.

"Meu compromisso de apoiar Dr. Pessoa é para ter a garantia que teremos uma prefeitura de porta abertas. Temos o compromisso de ser uma porta dentro da Prefeitura. Vamos transformar Teresina na capital de oportunidades. Conversei com Dr. Pessoa é fizemos uma aliança. O projeto dele se parece com o meu. Ele garantiu que o projeto dele será acrescentado o nosso plano de governo. Não falamos de poder e nem de cargos. Incoerente seria se tivesse ficado neutra porque não estaria sofrendo tantos ataques", disse Gessy Fonseca.

Emocionado, Dr. Pessoa chegou a interromper o discurso ao citar o compromisso que assume com uma gestão voltada para as pessoas mais pobres. Ele lembrou da infância pobre e dos pais lavradores.

"Sou filho de lavradores. Meu pai era  cego e era minha mãe que nos levava para roça. Todos analfabetos até 15 anos. Recebi a missão de serviço. Esses tiranos e  oligárquicos que estão ai foram em busca de saber se tinha algo ruim na minha história. Se eles  não tivessem roubado,  teria vencido em 2018. Me sinto honrado com meu amigo Valter Alencar é com a Gessy Fonseca. Melhor plano de governo. Minha história levou a nossa união em plano social é de desenvolvimento. Do lado de Dr. Pessoa não vai roubar é não vai deixar roubar", disse.

Dr.Pessoa afirma que o partido deverá ajudar na administração na capital. "Nem a Gessy nem o Valter falaram em cargos. Tenho consciência de ambos em uma administração O outro lado disse que deveria fazer um exame de sanidade mental. Eles são perversos. Eles são  preconceituosos. Discriminar a terceira idade. Isso é preconceito. Vamos trabalhar com ia equipe técnica é olhando para eficiência e eficácia", afirma.

Dê sua opinião: