Quinta, 09 de dezembro de 2021   -     04:00 |

Tragédia: Criança deficiente morre queimada após a mãe sair para festa de reggae no Maranhão

A Polícia Civil do Maranhão autuou ontem (03) o casal responsável pela criança de sete anos que morreu carbonizada em um incêndio em uma residência, no bairro da Cidade Operária, em São Luís. Ambos foram presos pelo crime de abandono de incapaz.

De acordo com o delegado Gabriel Tersi, após ser encaminhada para a Delegacia da Cidade Operária, a mãe da vítima informou que ela e o companheiro haviam saído de casa para uma festa de reggae. Ela também contou que teria deixado o filho, que é portador de deficiência mental e autismo, sob os cuidados de uma vizinha.

Por outro lado, o padrasto da vítima não confirmou a versão da companheira e afirmou que a criança teria ficado só e que a mãe teria pedido para uma vizinha “dar uma olhada na criança”. Em uma primeira versão contada pelo casal para a polícia, ambos haviam dito que tinham saído para comprar cigarros e deixado a vítima sozinha.

O incêndio

A Polícia Militar do Maranhão foi acionada com a informação de um incêndio em uma residência situada no bairro Cidade Operária e que teria uma criança dentro do imóvel. Ao chegar no local, os agentes observaram populares tentando controlar o incêndio.

Após a chegada do Corpo de Bombeiros, que conseguiu controlar as chamas, foi possível encontrar o corpo da criança, já sem vida, carbonizada.

Dê sua opinião: