5000onon

Quatro dos cinco assaltantes mortos pela polícia no Piauí eram de Minas Gerais

Cinco homens suspeitos de integrar a quadrilha que explodiu agências bancárias na cidade de Campo Maior Piauí, morreram na manhã deste domingo (05) em uma troca de tiros com a Polícia Militar dos Estados do Piauí e Ceará. O confronto aconteceu na altura da localidade Vidéu, zona rural de Cocal, cidade da região norte do Piauí.  

Dos 05 mortos, quatro já foram identificados pela polícia. São eles: Ricardo dos Santos, de 40 anos; Weverson de Oliveira Marcal, de 31 anos; Jean Gustavo Silva, de 30 anos e Jefferson Araujo Marquete, todos naturais do Estado de Minas Gerais.

Em nota, a Secretaria Estadual de Segurança Pública do Piauí informou que foram apreendidos ainda armamentos, carros e explosivos. 

Confira na íntegra:

A Secretaria de Segurança Pública informa que na manhã deste domingo (05), após confronto com policiais na região de Cocal, cinco suspeitos de praticarem roubo as agências bancárias da cidade de Campo Maior foram mortos. Outros envolvidos no crime continuam escondidos na mata entre os municípios de Batalha e Barras. Foram apreendidos armamentos, carros e explosivos. Participaram da ação policiais do GRECO, Diretoria de Inteligência da SSP-PI, Polícias Civil e Militar de Campo Maior, Piracuruca, Piripiri, Barras, Batalha, RONE, BOPE, Divisão de Operações Especiais da PC-PI e COTAR do Ceará com apoio aéreo. As diligências continuam em várias regiões com o reforço de mais policiais para captura dos demais membros do grupo criminoso.

Relembre o caso

Na última terça-feira (30), criminosos fortemente armados explodiram duas agências bancárias no centro de Campo Maior. Aproximadamente 15 homens entraram nas agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, explodiram os bancos e, em seguida, se dirigiram aos cofres, de onde levaram o dinheiro.

Dê sua opinião: