Quarta, 30 de setembro de 2020   -     11:52 |

Presos cavam buraco em parede e fogem da Penitenciária Irmão Guido

Foto: Reprodução

Sete presos conseguiram fugir da Penitenciária Irmão Guido, em Teresina. A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Justiça (SEJUS). 

Os detentos cavaram um buraco na parede superior do Pavilhão C e pularam o muro da unidade prisional. 

Eles foram identificados como Luís Henrique Leite de Araújo, Tárcio Sales da Silva, Yure de Araújo Oliveira, Antônio Marcos da Silva, Ezequiel da Silva Oliveira, Francisco Gardel Costa de Araújo e Carlos Batista Dias Sousa.  

Entre eles, Carlos Batista foi preso suspeito de participar do assassinato do professor Reginaldo Gonçalves Moura, 52 anos. O caso aconteceu em setembro de 2018, às margens da BR-316, no município de Inhuma, a 254 km de Teresina.  

Na época, a vítima teve a garganta cortada e o carro em que estava foi levado pelos bandidos. 

A Sejus confirmou também que algumas equipes de segurança já se encontram em diligências para prender os presos que estão foragidos.

* Com informações do Portal R10

 

Dê sua opinião: