Quinta, 19 de setembro de 2019   -     03:37 |
5000onon

Policia pede exumação de corpo de jovem morto pelo pai é enterrado sem perícia no PI

 Foto: Divulgação/Polícia Civil

O corpo de Adnilson Monteiro Moraes, morto na cidade de Luzilândia, com tiros de uma espingarda de ar comprimido disparados pelo próprio pai, no domingo (25), não passou por perícia antes de ser enterrado.

Segundo o delegado Renato Pinheiro, titular da cidade, houve um equívoco no Hospital Estadual Gerson Castelo Branco, que não aguardou o Instituto Médico Legal. O G1 tentou, mas ainda não conseguiu contato com a unidade de saúde. O delegado solicitou uma exumação para prosseguir com as investigações.

“Tudo indica que esse crime foi praticado em legítima defesa. Esse rapaz era usuário de drogas e ouvimos relatos de que ele agredia os pais por dinheiro. O pai tinha uma oficina e ele às vezes até roubava peças dos veículos para vender e comprar drogas, ou seja, já tinha perdido completamente o controle”, explicou.

Segundo o delegado, contudo, a suspeita de legítima defesa precisa ser confirmada e a perícia no corpo é essencial. Primeiro para determinar qual arma foi usada no crime, já que a defesa do pai afirma que ele usou uma arma de ar comprido, com o intuito apenas de conter, não de matar o filho.

 Foto: Divulgação/Polícia Civil

“Conversamos com a equipe que atendeu a vítima e eles disseram que o pai se mostrou extremamente surpreso com a morte. Mas o filho estava já muito debilitado pelo uso de drogas, então ele não resistiu”, explicou.

A outra informação que pode ser obtida com a perícia é a trajetória dos projéteis, que podem esclarecer a dinâmica do crime, evidenciando a legítima defesa.

O delegado Renato Pinheiro disse que o pai já se apresentou na delegacia e tentou depor, mas estava muito abalado.

“Preferi não colher o depoimento dele ainda, seria como uma sessão de tortura. Mas ele já se apresentou e se tudo for confirmado, ele não será indiciado por homicídio. A exumação é importantíssima para isso, e que seja feita o quanto antes, para o corpo não entrar em decomposição”, explicou. 

* Com informações do G1 PI

Dê sua opinião: