Sexta, 07 de maio de 2021   -     18:52 |

Homem é conduzido à delegacia suspeito de importunação sexual contra mulheres ciclistas em Teresina

Um homem foi conduzido à delegacia, na manhã desta quinta-feira (29), suspeito de praticar importunação sexual contra mulheres ciclistas em Teresina. O suspeito foi localizado em uma oficina mecânica, local onde trabalhava. Ele foi ouvido, confessou o crime, mas foi liberado em seguida.

A Polícia Civil chegou até o homem após denúncias feitas pelas vítimas. Segundo elas, um criminoso, em locais com pouca movimentação e baixa iluminação, cometia os atos de agressão sexual. Os boletins de ocorrência foram registrados no 12° Distrito Policial.

A fisioterapeuta Jordânia Rêgo, de 45 anos, relatou que, em março deste ano, foi vítima de assédio pela terceira vez enquanto pedalava na Zona Leste da capital.

“Estava chovendo forte quando ele chegou e me deu um tapa na bunda. Gritei no susto, pois fiquei com medo de cair da bicicleta. A outra moça que estava na minha frente passou pela mesma coisa. Consegui identificar somente a roupa do homem, era um uniforme. A sensação é de impotência, na hora a gente paralisa. E é difícil esquecer, é uma marca que fica", contou Jordânia.

O que diz a lei?

A lei caracteriza como crime de importunação sexual a realização de ato libidinoso na presença de alguém e sem seu consentimento, como toques inapropriados ou beijos "roubados", por exemplo.

A importunação sexual difere do assédio sexual, que se baseia em uma relação de hierarquia e subordinação entre a vítima e o agressor.

Para notificações formais de denúncias, as mulheres vítimas de assédio, importunação sexual ou qualquer outro tipo de violência podem acionar a Polícia Militar pelo 190, no momento da agressão, e buscar a delegacia da área para registrar um boletim de ocorrência.

Dê sua opinião: