Quarta, 18 de setembro de 2019   -     04:41 |
5000onon

Acusada de mandar assassinar cabo do Bope diz que foi agredida em presídio

 Foto: Reprodução 

Maria Ocionira Barbosa de Sousa, acusada de ser co-autora do assassinato do cabo do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) Claudemir Sousa, disse ter sido agredida enquanto esteve presa na Penitenciária Feminina de Teresina.  

 Foto: Reprodução  

O policial foi assassinado no dia 6 de dezembro de 2016 na frente de uma academia no bairro Saci, Zona Sul de Teresina, e ela tinha um relacionamento amoroso com o cabo, bem como com Leonardo Ferreira Lima, acusado de ser co-autor e mandando do crime. 

Sindicância
O secretário de justiça,  Carlos Edilson Rodrigues Barbosa de Sousa, instaurou sindicância administrativa para  apurar os fatos descritos, oriundo do Juiz de Direito da 1ª Vara do Tribunal do Júri, para averiguar os relatos de supostas agressões sofridas pela detenta. 

 Foto: Reprodução 

Em janeiro de 2018 o juiz Antônio Nolleto mandou soltar todos os acusados pelo crime, oito ao todo, e desde então eles respondem em liberdade. 

Casos sejam comprovadas as agressões por partes dos agentes, estes devem ser penalizados conforme a lei.  

 Foto: Reprodução  

* Com informações do 180 Gaus

Dê sua opinião: