Segunda, 14 de outubro de 2019   -     08:55 |
5000onon

Coluna Coluna Feitosa Costa

Sergio Moro e a Lava Jato estão na mira de cinco deputados do Piauí

Deputados federais de oposição ao governo de Jair Bolsonaro (PSL) conseguiram apresentar à mesa da câmara um requerimento para instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que tem como principais alvos a Lava Jato (maior operação de combate à corrupção do mundo) e o Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Entre os parlamentares interessados nas investigações com poder de polícia estão os piauienses (a) Rejane Dias (PT), Iracema Portella (PP), Margarete Coelho (PP), Assis Carvalho (PT) e Marina Santos (Solidariedade).

Iracema Portella, por exemplo, é integrante do Partido Progressistas presidido pelo senador Ciro Nogueira, citado em delações de investigados na operação. A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) é autora do pedido apresentado na última quarta-feira (11).

A ofensiva visa aprofundar a investigação com base nas mensagens obtidas criminosamente e nunca submetidas à perícia técnica oficial (divulgadas pelo Site Intercept) e apurar se houve "violência à Constituição e aos códigos da magistratura e do Ministério Público" no exercício das atividades de Moro e procuradores.

O grupo sugere até que, caso seja constatado conluio entre autoridades e uso da estrutura do Judiciário para fins políticos, podem ser configurados os crimes de fraude processual, prevaricação, advocacia administrativa e abuso de autoridade.

Analistas apontam que o interesse dos inconformados parece ser mesmo tentar um jeito de punir o ex-juiz Sergio Moro e de acabar com a Lava Jato. A instalação da comissão depende de despacho do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

EXCLUSIVAS

Dinossauro 

Assis Carvalho tem sobrevivido às tempestades dentro do PT no Piauí. 

O problema é que poucos acreditam numa renovação do partido sob o seu comando. 

Conta-gotas

A campanha de Ciro Nogueira para 2020 está há muito tempo na rua.

Não faltam ambulâncias compradas pelo Ministério da Saúde para serem entregues no interior do Piauí até às eleições.

Lembrei, aqui

A operação Topique parece que foi abafada, mas só parece. 

Bolsonaro agradece

Ciro Gomes detona o PT toda vez que fala à imprensa. 

De novo, ele

Está claro que o ministro do STF Gilmar Mendes vai votar pela soltura de Lula no julgamento que analisa a imparcialidade de Moro ao considerar denúncias do IntercePT Brasil. 

Foco na esquerda

O filósofo Olavo de Carvalho reapareceu e sugeriu que deixem o STF e foquem nos embriões da esquerda no Brasil. 

Para o guru, a CPI da Lava Toga é uma bobagem e que os deputados não vão conseguir levar nenhum ministro para depor.

O mecanismo

“O problema do Brasil é o sistema de poder esquerdista que tem uma rede de controle integral da mídia e das universidades com apoio em todo o mundo”, alerta Olavo de Carvalho. 

Exército 

Para o guru, não se pode ficar cobrando para Bolsonaro resolver os problemas do Brasil de uma vez. 

“É preciso formar uma militância bolsonarista para apoiá-lo na luta contra o sistema corrupto”. 

Dê sua opinião: