Sexta, 10 de julho de 2020   -     04:22 |

Coluna Coluna Feitosa Costa

Polícia Federal investiga práticas de Margarete Coelho no tempo em que era vice-governadora do Piauí

A Polícia Federal atua nos desdobramentos da “Operação Topique” e investiga contratos celebrados entre a Vice-Governadoria do Estado do Piauí e a empresa Locar Transportes Ltda. A apuração compreende ao período do cargo ocupado por Margarete Coelho (PP), de 2016 a 2018.

Consta que a PF analisa contratos licitatórios que somam mais de 891,181,48 (Oitocentos e noventa e um mil, cento e oitenta e um reais e quarenta e oito centavos) investidos na contratação da empresa para locação de seis veículos para o gabinete da então vice-governadora. O inquérito tramita no âmbito da Justiça Federal. 

Relatório de análise da  (nº 011/2019) aponta que, durante a gestão de Margarete Coelho, a empresa Locar Transportes Ltda, que pertence ao empresário Luiz Carlos Magno Silva, pode ter sido favorecida a partir de fraudes documentais e conluio das partes investigadas para ganhar contratos.

A mobilização dos agentes policiais foi efetivada no inquérito instaurado após análise de material apreendido na 1ª fase da Operação Topique, que revelou uma espécie de cartel de empresas do ramo de locação de veículos para prestação de serviços de transporte em diversas prefeituras e  órgãos públicos do Estado.

Conforme revelado pelo Jornalista Gil Sobreira, os investigadores apuraram naquele período que havia a formalização de contratos superfaturados, fortes indícios de irregularidades e cartéis de empresas, custeados com dinheiro público, crimes enquadrados nas Leis de combate à corrupção passiva, fraudes em licitações e corrupção ativa do Código Penal. 


Dê sua opinião: