Quinta, 05 de dezembro de 2019   -     12:59 |
5000onon

Coluna Coluna Feitosa Costa

Margarete Coelho, do Centrão, continua contra prisão de bandidos em segunda instância

A deputada federal Margarete Coelho (PP), do Centrão (grupo fisiológico que atua na Câmara), continua contra a prisão de criminosos em segunda instância no Brasil. 

Conforme o site segundainstancia.com.br, que monitora o comportamento de parlamentares em todo o país, a deputada piauiense está indecisa sobre o voto para manter ou não os bandidos na cadeia. 

Quando o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou as possibilidades jurídicas que permitiam ao criminoso, depois de condenado pela segunda vez, ficar na cadeia e não esperando até a última instância, os bandidos (traficantes e chefes de crime organizado) soltaram foguetes em setores já conhecidos. 

Por este motivo formou-se uma mobilização nacional para que os deputados e senadores, sobretudo àqueles munidos de o mínimo de sensibilidade e responsabilidade, votem com urgência uma proposta de emenda constitucional que evite uma convulsão social e o esfacelamento do estado de direito do cidadão de bem.


Margarete Coelho, deputada federal pelo Piauí - Imagem: Reprodução

Neste cenário, o voto Margarete, na verdade, segue uma linha contrária aos interesses da sociedade, até porque foi ela quem comandou a comissão que esvaziou o projeto anticrime do ministro Sergio Moro, trabalhando com todas as forças para tirar do projeto, exatamente, a prisão em 2ª instância que mantinha os bandidos na cadeia, abrindo caminho, também, para o STF agir de forma vergonhosa.

EXCLUSIVAS

Olha o placar 

Até o momento, apenas 267 deputados se declaram à favor da prisão em segunda instância na câmara.

São necessários 308 votos para a pauta ser aprovada.

No senado

48 decentes senadores confirmaram que votam pela prisão em segunda instância. 

Vergonhoso

Chama atenção não a quantidade de parlamentares que apoiam a prisão em segunda instância, mas os que são contra.

Gente desse perfil, que se cala, deveria ser condenada à prisão perpétua. 

Longe da realidade

O Brasil passa por um momento de enfrentamento ao tráfico de drogas, reorganização do sistema carcerário de responsabilidade federal, com altos índices de apreensões, reforço das fronteiras e modernização de armamento das formas de segurança.

Mas, acredite, tem deputado e senador que torce contra. 

O recado foi dado

O resultado das eleições de 2018, em todas às esferas, mostrou que o povo quer o combate sério aos criminosos, estupradores, corruptos e chefes de quadrilha no país.

Estelionato eleitoral

Alguns prefeitos da região norte do Piauí estão de olhos bem abertos com a proposta de um de seus colegas para formar um "consórcio industrial" que seria para atrair "investidores internacionais".

Acontece que o tal prefeito é o campeão de processos e condenações por corrupção na região. 

Na capital

O deputado Evaldo Gomes diz nos bastidores que seu diálogo continua firme com o prefeito Firmino Filho para as eleições de 2020.

A ideia é manter o Solidariedade na base até quando sol se pôr. 

Martelo batido 

Por falar em partidos, Flávio Nogueira (pai) e Flávio Nogueira (filho) estão de malas prontas rumo ao PP do senador Ciro.

Um sinal

Experientes políticos que já atuaram com destaque no cenário nacional avaliam que a relação de Bolsonaro e Sergio Moro é praticamente inabalável.

A união dos dois poderosos tem tirado o sono de muita gente em Brasília. 

Tentativa 1

Atacaram Moro de todas as formas nos últimos meses, mas o único efeito que causaram foi o aumento de sua popularidade.

Tentativa 2

Agora o PSL, partido que está cheio de deputados que traíram o presidente, quer filiar Moro, de olho em 2020.

O problema para a sigla é que Moro está fechadinho com Bolsonaro. 



Dê sua opinião: