Segunda, 25 de outubro de 2021   -     22:37 |

Coluna Coluna Feitosa Costa

Justiça vai interrogar deputado que denunciou compra de revistas no governo de Flávio Dino

O deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) será ouvido na próxima quarta-feira (19) na Procuradoria-Geral de Justiça a respeito das denúncias que estão sendo apuradas sobre possíveis irregularidades no processo de licitação para aquisição das revistas Carta Capital pelo Governo do Maranhão, nos anos de 2019 e 2020.

A investigação do Ministério Público surgiu após o parlamentar encaminhar o Ofício n° 32/2020 requerendo a apuração. No documento o deputado diz que o governador Flávio Dino (PCdoB) gastou quase R$1,3 milhão em assinaturas da revista Carta Capital no referido período para distribuir nas escolas públicas do estado.

Em setembro de 2020, oficiei o Ministério Público para que investigasse a compra de revistas da Carta Capital pelo governador Flávio Dino. Ao todo, o Governo gastou R$1,3 milhão. Ambas as negociações foram feitas com dispensa de licitação, através de contratação direta. O que chama atenção é que, nesse mesmo período, a Carta Capital deu generoso destaque às ações do governador, inclusive colocando-o como capa da revista na edição de agosto de 2019, logo depois da assinatura do contrato. Ao que parece, o governador Flávio Dino pagou com recursos públicos uma revista para autopromoção. Isso tem que ser apurado e, caso se confirme, o governador deve ser punido”, denunciou. 

ENTENDA O CASO: 

O primeiro dos contratos, assinado pela Editora Confiança, foi publicado no Diário Oficial do Estado no dia 30 de abril de 2019, com um valor total de R$ 600.576, sendo R$408 reais por assinatura. Já o segundo foi reportado no mês de agosto de 2020. O valor pelas 1.472 assinaturas subiu para R$ 671.984,40, 10% a mais do que o contrato anterior.

Dê sua opinião: