Domingo, 23 de fevereiro de 2020   -     02:27 |
5000onon

Coluna Coluna Feitosa Costa

Franzé diz que Lula e Wellington Dias salvaram a gestão de Firmino em Teresina

O deputado estadual Franzé Silva (PT) reagiu como um furacão depois que o prefeito Firmino Filho (PSDB) disse publicamente que “o governo do Estado não fez nada em Teresina” nos últimos anos.

Franzé saiu em defesa de Wellington Dias e rebateu ao gestor municipal, dizendo que “o cinquentão Firmino passou a sofrer de miopia política e de amnésia”.

O deputado afirmou que se retirar as pontes de Teresina construídas por iniciativa ou colaboração do governador Wellington Dias a cidade viveria um caos mais insustentável que o atual na área de mobilidade urbana.

“Se retirar a força dada por Wellington Dias junto ao presidente Lula pela conclusão do HUT, retirar a reforma e adaptação do HGV em hospital de alta resolução, a população de Teresina viveria na penúria. […] Sem falar no Centro de reabilitação, onde a PMT não tem nenhuma ação”, argumentou.


Franzé disse ainda que o grupo do Partido dos Trabalhadores (PT) fará questão “de mostrar com dados quem pensa Teresina de forma sustentável para o desenvolvimento e quem faz o arroz com feijão que trava o desenvolvimento da nossa Capital”, finalizou.

EXCLUSIVAS

O Agrônomo reagiu

O agrônomo Fernando Said, secretário de governo de Firmino, foi quem apareceu para responder às críticas de Franzé. 

Fernando, que sonha com a indicação de Firmino para disputar a prefeitura neste ano, sugeriu que Franzé seja "dissimulado ou deficiente visual político".

Quatro a um

Franzé voltou a responder Fernando Said e disse que, no quesito "construção de pontes na capital", alegado pelo secretário, o governador vence o prefeito de goleada: 4 a 1.

Furacão do carnaval

O deputado Carlos Augusto se viu no meio de uma grande polêmica por causa da destinação de R$ 400 mil de patrocínio para prévias de carnaval em Teresina.

Depois da repercussão amplamente negativa para ele e o governo estadual, emitiu uma nota negando o repasse e afirmando que houve um "erro de digitação" na secretaria de comunicação.

Ninguém caiu

Apesar dos esforços da assessoria do governo e do deputado Carlos Augusto, ninguém caiu nessa desculpa. 

Invasões

A prefeitura de Teresina precisa tomar as providências em relação às invasões de terrenos praticamente no centro ou aos arredores de condomínios na zona leste. 

Com estrutura

Observa-se que os invasores têm carrões e até máquinas de aradar terrenos.

A aglomeração é grande aos finais de semana, com direito a churrasco nas terras alheias. 

No calço 

O dono da rede de supermercados Carvalho, Reginaldo Mouta Carvalho, afirmou à Polícia Federal (PF) que, a pedido do executivo da J&F Joesley Batista, entregou malas de R$ 5 milhões ao irmão do senador Ciro Nogueira (PP).

A notícia é nada boa para quem pretende disputar o governo em 2022. 

Entregou tudo

O depoimento foi prestado em fevereiro de 2019 e reiterado em abril do mesmo ano, na Operação Compensação, que mira na suposta compra do apoio do PP à reeleição da ex-presidente Dilma Rousseff com R$ 42 milhões da holding.

No dia em que foi deflagrada a Compensação, Reginaldo Mouta prestou esclarecimentos. Seu depoimento é corroborado por uma planilha que o tesoureiro do supermercado, Gilson de Oliveira apresentou à PF para mostrar as datas de pagamentos.

Bomba atômica

O empresário ainda disse que “Gustavo (Nogueira) recebeu a planilha com os vencimentos e valores a receber diretamente na Tesouraria do Grupo Carvalho sediada na BR 343, em frente ao Conjunto Tancredo Neves" e que "as primeiras parcelas, não sabe precisar quantas, foram pagas em mãos pelo declarante à Gustavo Nogueira".

A situação pode piorar mediante operações da polícia federal. 

Dê sua opinião: