Terça, 27 de outubro de 2020   -     12:47 |

Coluna Coluna Feitosa Costa

Candidata a prefeitura de Teresina defende o fim da polícia militar e declara guerra a Bolsonaro

Candidata  prefeitura da capital do Piauí, pelo Partido da Causa Operária (PCO), Lurdes Melo defendeu ontem (22) a extinção da polícia militar e declarou guerra ao presidente da República. Professora de carreira, Lurdes disse durante sabatina na Tv Cidade Verde que é preciso deixar a população se organizar em sociedade sem a intervenção do poder público.

“Nós defendemos o fim da Polícia Militar. A polícia é um braço armado do estado capitalista, enquanto instituição. A guarda municipal veio complementar essa opressão. O que nós defendemos é a auto organização do povo. Os trabalhadores têm que se organizar”. 

Em outro ponto da entrevista, ela revelou que seu partido considera o presidente Jair Messias Bolsonaro um inimigo. “"Toda proposta é em vão, como remar contra a maré. O PCO tem o melhor programa para atender a necessidade da população, mas tem um inimigo, que é o Bolsonaro"”, disse. 

Acostumada a entrar nas disputas pelo governo do Estado e pela prefeitura de Teresina, Lurdes alegou que a eleição deste ano é desigual para o seu partido por causa do pouco recurso para financiamento de campanha. “Não temos as mesmas condições  dos partidos da burguesia”. 

Dê sua opinião: