Quinta, 22 de agosto de 2019   -     00:21 |
5000onon

Coluna Coluna Feitosa Costa

Bilhete recebido por Teresa Britto revela existência de 'máfia' em hospital

A deputada estadual Teresa Britto (PV) revelou, com exclusividade, no início da tarde de ontem, que durante inspeção da comissão de Educação, Cultura e Saúde, que ela preside, recebeu um bilhete anônimo em que o autor pede socorro para que seja combatida "uma máfia" que existiria no Hospital Regional de Campo Maior, uma das cidades mais importantes da zona Norte do Estado. A deputada estuda a melhor estratégia para que seja realizada "uma profunda investigação no estabelecimento de saúde".

Teresa Britto estava acompanhada da colega Lucy Soares (Progressistas) e dos deputados Francisco Limma, líder do Governo, e Francisco Costa, exsecretário de Saúde do Estado. O bilhete foi entregue diretamente a ela, de maneira discreta, tendo a pessoa se afastado rapidamente.

O conteúdo do bilhete não esclarece como "essa máfia" funcionária no Hospital Regional de Campo Maior.

EXCLUSIVAS

Proteção ao informante 

Ao mostrar o bilhete original, a deputada Teresa Britto teve o maior cuidado de evitar que na fotografia tirada o tipo de letra do seu autor fosse visto com clareza, para evitar sua identificação, claro.

PP rejeita Venâncio

O Progressistas de Ciro Nogueira e Júlio Arcoverde não tem mais interesse na permanência do vereador Venâncio Cardoso nos seus quadros.

Como começou

O desinteresse por Venâncio começou quando o vereador se recusou a influenciar sua mãe a quebrar o compromisso de votar em Themístocles Filho para presidente da Assembleia Legislativa.

Flora e Merlong

Para completar, na última eleição, Venâncio votou na mãe Flora Izabel, claro, para deputada estadual, e em Merlong Solano, para deputado federal, os dois do PT.

Caminho independente

Venâncio Cardoso, portanto, deve trocar de partido e tudo indica que seguirá para o PSDB. O rapaz, que não tem problema com a mãe pelo fato de ela ser de outro partido, hoje é secretário de Desenvolvimento Econômico.

Desinteresse mútuo

Seguir para o PT, partido de sua mãe, não seria interessante para Venâncio. Os seus apoiadores que lhe proporcionaram uma excelente votação estão todos num campo completamente oposto.

O PT municipal também não tem interesse na filiação de um quadro com tamanho potencial de votos, acima dos seus melhores nomes para disputar a eleição de vereador.

Lobão deve sair do MDB

Ex-presidente da Câmara Municipal o vereador Luíz Lobão, que segundo alguns colegas "tem o couro fino para críticas", deve deixar o MDB na antes de tentar a reeleição.

Laços com Firmino

A política é como uma nuvem, pode mudar a qualquer momento, mas pelo que tudo indica o MDB deverá ter uma forte candidatura de oposição a Firmino Filho a quem Luíz Lobão está extremamente ligado.

Naturalmente o MDB não terá seus candidatos para servir de bucha e depois Lobão continuar seguindo a orientação de Firmino.

Jeová articula chapa

Detestado por Firmino Filho, Jeová Alencar, que se reelegeu presidente da Câmara, articula uma chapa de vereadores para o MDB que deve ser altamente competitiva.

Bem organizado, habilidoso e com bases bem montadas Jeová tem mantido em segredo os novos nomes que deverão ser candidatos a vereador pelo MDB.

Sílvio quer Luciano

Há quem diga que Sílvio Mendes trabalha pela candidatura a prefeito do ex-deputado estadual Luciano Nunes, muito bem visto pela juventude do PSDB e pelas lideranças mais fiéis ao partido que escapam ao controle de Firmino Filho.

O melhor candidato

Para um grande número de tucanoso, o melhor candidato para o atual momento a prefeito de Teresina pelo PSDB seria Luciano Nunes, jovem altamente preparado e de trajetória limpa na política.

Existe tempo

Membros do PSDB disseram ontem para este repórter que a desculpa de Firmino Filho para não ter apoiado firmemente Luciano Nunes na sua candidatura ao Governo foi a de que não havia sido consultado.

Agora, existe tempo, segundo os mesmos tucanos, para Firmino apoiar Luciano, devolvendo a lealdade que a família sempre demonstrou ao prefeito de Teresina.


Dê sua opinião: