Segunda, 25 de outubro de 2021   -     23:12 |

Sem descanso: Times começam estadual sem tempo para respirar

Devido ao calendário alterado do futebol brasileiro como consequência da pandemia de Covid-19, o Campeonato Paulista 2021 tem início neste fim de semana, apenas dois dias após o fim do Brasileirão.

Como a falta de uma pré-temporada irá afetar as principais forças do futebol paulista? Os times do interior conseguirão surpreender? A seguir, o Metrópoles explica as principais questões deste Paulistão que promete ser, literalmente, de tirar o fôlego.

A disputa

O Campeonato Paulista 2021 começa neste sábado (27/2). Na primeira fase, haverá quatro grupos de quatro times cada, e as equipes enfrentam adversários de outros grupos. Quartas e semifinais serão disputadas em jogos únicos. O campeão será decidido em uma final com duas partidas.

A Federação Paulista de Futebol (FPF) premiará o campeão com R$ 5 milhões. O vice leva R$ 1,5 milhão.

A principal novidade para a disputa deste ano será a utilização do VAR em todas as partidas.

Palmeiras

Atual campeão paulista, o Palmeiras tem elenco para brigar pelo bicampeonato, no entanto, a principal preocupação neste início de temporada é o desgaste de seus atletas. O Verdão, além de ter sido campeão da Libertadores, ainda tem a final da Copa do Brasil como compromisso pendente de 2020.

Foto: Reprodução/redes sociais

Santos

Após uma temporada de 2020 surpreendente, o Santos tentará continuar o bom trabalho feito pelo técnico Cuca para conquistar o título paulista que não vem há cinco anos. Para isso, apostou no treinador argentino Ariel Holan, campeão chileno pela Universidad Católica, e na tradição dos Meninos da Vila, já que não poderá contratar devido à punição imposta pela Fifa.

São Paulo

O último título conquistado pelo São Paulo foi a Sul-Americana de 2012. Logo, a missão do novo técnico Hernán Crespo é clara: vencer o Paulistão, troféu que a equipe não levanta desde 2005. O argentino já falou que não vai encarar o estadual apenas como teste, e contará com a base 4ª colocada do Brasileirão e com o reforço de Bruno Rodrigues, ex-Ponte Preta.

Corinthians

O Timão vem de quatro finais consecutivas, com três títulos, no Paulistão. No entanto, com uma política de reforços mais austera e um Brasileirão melancólico, o Corinthians chega para o Paulistão 2021 com mais perguntas do que respostas sob o comando de Vagner Mancini, que deve apostar na base em reforços que voltam de empréstimo.

Times do interior

O Red Bull Bragantino é o principal candidato do interior a desbancar os quatro grandes de São Paulo. Com grande trabalho de Maurício Barbieri, o grande desafio do Massa Bruta, além do desgaste, será segurar Claudinho, um dos melhores jogadores do Brasileirão, que terá propostas de diversos clubes do Brasil e da Europa.

Em seguida, vale a pena ficar de olho no Mirassol, 3º colocado do Paulistão passado, com direito a eliminar o São Paulo e que trouxe como reforço o goleiro Alex Muralha; a Ponte Preta, que perdeu Bruno Rodrigues, líder de assistências da Série B, que reforçará o São Paulo, mas ainda conta com as referências Ivan, Apodi e o meia Camilo.

Botafogo-SP, São Caetano, São Bento e Ituano, último campeão do interior, devem brigar para não cair.


A 1ª rodada

Sábado (27/2)

São Bento x Mirassol (16h30)

Novorizontino x Ponte Preta (19h)


Domingo (28/2)

Red Bull Bragantino x Corinthians (18h)

Santo André x Santos (19h)

Ferroviária x Inter de Limeira (19h)

São Paulo x Botafogo-SP (19h)


Segunda (1/3)

Guarani x Ituano (19h)

Dê sua opinião: