Sábado, 20 de julho de 2019   -     13:18 |
5000onon

Paulo Henrique Amorim morreu com mágoa da Record


 Foto: Divulgação

Nesta quarta-feira (10), morreu Paulo Henrique Amorim decorrência de um enfarte fulminante. O jornalista foi velado nesta quinta (11), no Rio de Janeiro, mas sua morte ainda está repercutindo muito em toda a imprensa e redes sociais. Recentemente, o profissional tinha sido afastado de suas funções na RecordTV, do qual era contratado, por conta de suas declarações contra o governo Jair Bolsonaro. 

Segundo informações da colunista Fábia Oliveira, do jornal 'O Dia', durante o velório do jornalista, Rosamaria Araújo, amiga da família, contou que o jornalista estava muito descontente com sua situação na RecordTV.

Segundo Rosamaria, o afastamento deixou o apresentador abalado; "Certamente [Foi por causa da política]. Foi um motivo de frustração para todos nós porque, qualquer interferência no pensamento político, na liberdade de imprensa, parece muito forte. Ele demonstrava certa indignação. Ele era uma pessoa muito aberta, veemente, falava tudo que pensava", afirmou.

A RecordTV não comentou sobre as acusações de que teria afastado o jornalista do 'Domingo Espetacular' por questões políticas.

* Com informações da Notícias ao Minuto 

 

Dê sua opinião: