5000onon

Promotor ingressa com ação e diz que Wellington faz pouco caso sobre perigo no açude caldeirão

O promotor Nivaldo Ribeiro ingressou nesta terça-feira (05), em nome do Ministério Público do Piauí (MP-PI), com uma ação cível exigindo que o governo do Piauí realize, em caráter de urgência, obras de drenagem do açude do caldeirão da cidade de Piripiri que apresenta formação de crateras em sua extensão, mantendo centenas de pessoas em risco.

Imagem: Reprodução/Dnocs

Nos argumentos, o promotor revela que “o governador, quando informado sobre a falta de manutenção dos açudes pertencentes ao Piauí, em especial do Açude Caldeirão, fez pouco caso de tal situação, considerando Laudo do Departamento Nacional de Obras contra a Seca – DNOCS uma “fake news”, conforme reportagem publicada pelo portal Meio Norte no dia 31/01/2019”, diz no processo.

Imagem: Promotor Nivaldo Ribeiro (Reprodução/Lucas Dias/GP1)

O Ministério Público do Piauí (MP-PI) exige ainda o bloqueio de 1 (um milhão de reais) do governo do estado para custeio das obras que terão que ser iniciadas no prazo máximo de 15 dias. Em caso de descumprimento da ordem liminar, solicita que seja bloqueado o valor de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais) do Fundo de Participação do Estado - FPE, para execução imediata dos serviços.  



Leia a íntegra do processo: Clique aqui

Dê sua opinião: