Segunda, 13 de julho de 2020   -     18:49 |

Carteiros paralisam entregas após colega testar positivo para Coronavírus em Teresina

Foto: Sintect

Os funcionários do Centro de Distribuição Domiciliar (CDD) dos Correios, na zona Sul de Teresina, paralisaram as atividades na manhã desta terça-feira (19) porque um dos colaboradores testar positivo para Covid-19 e outro está com suspeita da doença.  O CDD tem 63 funcionários, mais 20 foram afastados por fazer parte do grupo de risco da Covid-19.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios (Sintect), Edilson Rodrigues, o funcionário cumpriu o isolamento após apresentar sintomas há de 15 dias. Nessa segunda-feira (18), o funcionário retornou ao trabalho no CDD Centro Sul, no Centro de Teresina, e o resultado do exame ficou pronto, dando positivo para Covid-19.

Os demais funcionários se recusam a trabalhar porque mesmo depois de um funcionário ser afastado, eles alegam que a empresa não fez sanitização no local. Os funcionários denunciam ainda que a empresa não disponibiliza álcool em gel e luvas para os colaboradores, além de não haver o distanciamento social.

“Os trabalhadores ficam com medo, porque tiveram contato ontem com o funcionário contaminado, ele andou pelo setor. Os funcionários exigem é afastamento imediato dos trabalhadores, que todos sejam testados e acompanhados caso algum apresentem sintoma, e a higienização do setor”,  disse Edilson Rodrigues.

 Os servidores alegam ainda que há risco de estarem contaminados e contaminar outras pessoas, já que trabalham  entregando correspondências em todo o Centro e zona Sul da capital.

Edilson Rodrigues fez um protocolo virtual  à superintendência dos Correios Piauí para pedir a realização imediata de testes para os funcionários. O sindicato pediu ainda testes e higienização de todos as unidades do setor operacional da empresa em todo o Piauí.

Em nota, o Correios disse que está acompanhando a situação de saúde de seus empregado e que ocorrendo a suspeita de contaminação, a empresa providencia ações de sanitização de todo ambiente.

Veja a nota dos Correios:

Desde o mês de março, os Correios vêm adotando sucessivas medidas de proteção à saúde de seus empregados, clientes e fornecedores, em função da pandemia da COVID-19. Além de intensificar as orientações ao efetivo quanto aos cuidados básicos de higiene e procedimentos de higienização e limpeza dos ambientes e equipamentos, todos os empregados têm acesso a álcool em gel e máscaras laváveis. Foram instalados, ainda, painéis de acrílico em mais de 5 mil guichês de atendimento e também será providenciada a vacinação contra gripe para todos os empregados. Dessa forma, a estatal tem garantido a prestação dos serviços postais, considerados essenciais pelo Decreto nº 10.282/2020 da Presidência da República.

Os Correios estão acompanhando a situação de saúde dos seus empregados, prestando o apoio necessário e, também, atuando para garantir o bom funcionamento das atividades operacionais. As orientações da empresa relacionadas ao afastamento de empregados em casos suspeitos de COVID-19 permanecem válidas. Ocorrendo a suspeita de contaminação entre os empregados, a empresa providencia ações de sanitização em todo o ambiente da unidade, e o afastamento imediato da pessoa que possa estar infectada.

* Com informações do Piauí Hoje

Dê sua opinião: