Sábado, 04 de dezembro de 2021   -     15:04 |

Atenção: Teresina abre agendamento para quem tem segunda dose até 12 de setembro

Pessoas com data da segunda dose no cartão até o dia 12 de setembro, poderão marcar o agendamento da vacina contra a covid-19 a partir das 18h desta sexta-feira (03/09), no site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br/.

Ao acessar o site, o usuário deve clicar na opção “agendamento público alvo”, escolher seu público, marcar a opção “Já tomei a 1ª dose e quero agendar a segunda” e confirmar, que levará a uma página onde ele deve escolher uma sala de acordo com a vacina que deve receber, dia e hora. Caso a pessoa tenha tomado a primeira dose em outro município e agora reside em Teresina, ela deve selecionar o grupo “Pessoas que tomaram 1 dose em outro município”.

No momento da vacinação, o paciente deve apresentar um documento de identificação com foto, CPF ou cartão do SUS e o cartão de vacinação com registro de aplicação da primeira dose em Teresina. Pessoas que tomaram a primeira dose em outras cidades devem levar, além desses documentos, um comprovante de residência no município de Teresina.

Serão abertas vagas para segunda dose dos três imunizantes disponíveis no momento. “Aqueles que precisam da segunda dose de astrazeneca ou coronavac ainda têm a opção de comparecer aos drive thru que serão realizados pela FMS nos dias 6 e 7 de setembro”, pontua Emanuelle Dias, coordenadora da campanha de vacinação contra a Covid-19 em Teresina.

Ela ressalta que o agendamento de segunda dose, bem como a vacinação em drive thru, deve ser feito por pessoas que têm o reforço marcado até o dia 12 de setembro. “Quem tem segunda dose dentro deste prazo pode agendar para algum desses dias, pois estará no limite estabelecido pelo Ministério da Saúde”, reforça a coordenadora.

Toda sexta-feira a Fundação Municipal de Saúde (FMS) está abrindo agendamento para segunda dose, sempre com datas para a semana seguinte. “Portanto, quem tem segunda dose para depois do dia 12 deve esperar a próxima abertura de agendamento”, esclarece Emanuelle Dias.

Dê sua opinião: