Quinta, 01 de outubro de 2020   -     17:29 |

Coluna Coluna Feitosa Costa

Mulher acusada de assassinar Silvana Oliveira escreveu um bilhete sobre o homicídio

A delegada titular do Núcleo de Feminicídio, Luana Alves, conversou com o jornalista Felipe Reis e falou sobre o assassinato de Silvana Oliveira Lima de 35 anos. Um bilhete foi escrito pela suspeita.

Ao jornalista a delegada disse:

"M.S.C.F de 49 anos escreveu um bilhete antes de matar Silvana Oliveira.

No bilhete estava escrito que a decisão do assassinato seria porque Silvana teria acusado M.S de furto. Está versão não se confirma porque em depoimentos formais da proprietária da loja e de funcionários, Silvana nunca comentou sobre qualquer tipo ilegalidade por parte da acusada.

A proprietária do estabelecimento comercial afirmou que na empresa não há problemas com furto ou roubo, já que as vendas de roupas são realizadas de maneira virtual, portanto sem movimentação de dinheiro.

Os funcionários disseram à polícia que Silvana Oliveira e M.S não tinham desavenças pessoais nem de trabalho. 

A versão teria sido criada pela suspeita, apenas por maldade".

O Núcleo de Feminicídio ressalta que o laudo cadavérico está muito bem detalhado.

A delegada deve indiciar M.S por homicídio qualificado com meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima.

Pelas imagens de segurança Silvana foi atacada com uma tesoura.

De acordo com o laudo cadavérico no corpo da vítima há várias perfurações.

Parte do cabelo da comerciante foi arrancado.

Existe nas mãos da vítima lesões de defesa.

O crime foi em uma loja no Centro de Teresina, no último dia 30 de julho.

M.S foi presa em flagrante.

Ela já está em um presídio.

A investigação prossegue.

A suspeita deverá ir a júri popular.

A família da comerciante ainda está chocada com o que aconteceu.

Todos acompanham o trabalho da polícia.

Silvana Oliveira - Vítima

Dê sua opinião: