Sexta, 19 de agosto de 2022   -     11:48 |
5000onon

Coluna Coluna Feitosa Costa

GRECO prende duas pessoas e esclarece crime onde uma digital influencer é investigada por assalto

Foto: Greco

O Greco - Grupo de Repressão ao Crime Organizado assumiu a investigação e elucidou o crime, onde uma digital influencer é acusada de participar de um assalto na capital Teresina.

A vítima foi um empresário que chamou a polícia, após o fato.

Duas pessoas foram presas agora a pouco pelo Greco e estão prestando depoimento.

De acordo com o delegado Tales Gomes, Coordenador do Greco, os agentes vão conceder entrevista a imprensa sobre o caso ao meio dia.

Segundo o Greco: "A Polícia Civil do Piauí, através do Grupo de Repressão ao Crime Organizado - GRECO, com apoio operacional da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais - CORE e da Delegacia Regional de Polícia Civil de Parnaiba, sob coordenação do Delegado Tales Gomes no âmbito de inquérito policial presidido pelo Delegado Laercio Evangelista, efetuou a prisão de um soldado Polícia Militar do Piauí e outro suspeito.

As prisões são em decorrência de investigação que identificou tais pessoas como autores do roubo a um empresário ocorrido no último dia 12 de fevereiro no bairro Planalto Ininga, zona leste de Teresina em que uma digital influencer e outro suspeito foram presos. 

As prisões ocorreram no bairro Acarape e Buriti dos Lopes. Todos os investigados serão indiciados por roubo majorado pelo concurso de pessoas e uso de arma de fogo. A digital influencer marcou encontro na casa da vítima e abriu o portão para que os suspeitos entrassem e cometessem o roubo. Dois fugiram com a chegada da polícia e os outros dois foram presos em flagrante. O policial militar será enviado ao presídio militar".

Na última sexta-feira, 12 de fevereiro, uma digital influencer de 20 anos, natural da cidade de São Luís (MA), foi presa em Teresina suspeita de participar de um roubo na casa de um empresário.

Segundo informações divulgadas pelo site O Imparcial, a influencer foi candidata a vereadora da capital maranhense nas eleições municipais de 2020.

Ainda na semana passada a polícia disse (versão a ser confirmada ou não pelo Greco), que a influencer teria marcado um encontro com o empresário, na residência dele.

Passados cerca de 50 minutos após a influencer chegar à casa, o namorado dela, já identificado, e mais dois comparsas chegaram à residência.

Em seu depoimento à polícia, o empresário relatou que sofreu ameaças, foi amarrado, agredido e torturado pelos assaltantes.

Ainda assim, ele conseguiu acionar a PM, que chegou ao local e prendeu a digital influencer e outro suspeito em flagrante. Os outros dois acusados conseguiram fugir do local. 

Todas essas informações estão sendo analisadas pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado. Os agentes ainda não terminaram à investigação e há fatos novos sobre o crime.

A juíza Ana Lúcia Terto Madeira Medeiros converteu a prisão dos suspeitos em preventiva. A defesa da influencer entrou com pedido de liberdade ou substituição de prisão preventiva por domiciliar, porém, a juíza negou o pedido e manteve a prisão da suspeita.

Parte das informações são da página Viagora.

Dê sua opinião: