5000onon

Deputados acusam o governo e criticam o Ministério Público e a OAB

Crítico severo do senador Ciro Nogueira, o deputado Robert Rios teve a humildade de ligar pra ele, para dirimir dúvidas sobre declarações de um empresário de Teresina, durante reunião na Fecomércio, de que não suportava mais o peso da corrupção no Piauí. Segundo Robert Rios, o empresário teria dito que até porteiros das secretarias de governo cobram pedágio.

De acordo com o parlamentar, o empresário ressaltou o fato de pagar corrupção desde a licitação de uma obra até sua finalização. “Isso é um caso grave, um caso de impeachment do governador, porque um governador de um Estado que permite uma roubalheira generalizada, no seu governo, com raras exceções para algumas secretarias, a maioria é pior do que “boca de fumo”, são bocas de corrupção”, reiterou.

Robert Rios disse que o senador Ciro Nogueira confirmou as denúncias feitas pelos comerciantes, de que realmente houve essa denúncia. Ele solicitou ao presidente da Casa, Themístocles Filho, que reaja a esse tipo de denúncia, com toda força moral. “É por isso que o Piauí paga muitos impostos, para suportar uma corja que suga o sangue, o suor e as lágrimas do piauiense” – salientou.

O tempo usado por Robert Rios foi o dos pequenos avisos (dois minutos) e ele concluiu criticando o Ministério Público Estadual, que ele considera inerte diante de muitas denúncias. Também usando o tempo de dois minutos, o deputado Marden Menezes criticou, não só o ministério Público, como a Ordem dos Advogados (OAB), que segundo ele igualmente silencia diante das denúncias feitas pela oposição na Assembleia.

O PT e a Petrobras

O discurso do PT sobre a Petrobras é mais consistente que o do governo Temer, tanto na Câmara Federa quando no Senado. Os defensores de Michel Temer dizem que os governos Lula e Dilma quebraram a estatal, mas ficaram em silêncio até estourar a greve dos caminhoneiros. O que está sendo dito por parlamentares governistas cabia ao presidente, assim que ele assumiu, com o anúncio de providências.

Manifestantes são multados

O juiz da 3ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, Jailton Juan Carlos Tontini, multou o Partido dos Trabalhadores (PT) e a Central Única dos Trabalhadores (CUT) em R$ 500 por dia pelo descumprimento da decisão de desocupar o entorno da Superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba. Como a multa é retroativa, o valor já chegou a R$ 5,5 milhões. Os dois vão recorrer da decisão. O PT alega que retirou o som, cumpriu os horários estabelecidos de silêncio, fez a limpeza da rua, todos os dias e manteve a relação respeitosa com a Polícia Militar.

Incêndio repercute no G1

O Piauí voltou a ser notícia no portal G1, da Rede Globo. Ó incêndio ocorrido ontem (29) no Hotel Poty, em Teresina, é destaque, com várias fotografias. O texto diz que “de acordo com a funcionária do hotel, on fogo começou no saguão do hotel, que fica no primeiro andar, e atingiu até o último andar. Já o Corpo de Bombeiros informou que o incêndio começou no último andar do prédio. Explosões foram ouvidas de fora do prédio. Funcionários e hóspedes ficaram presos no 4º e 5º andar do hotel. O Corpo de Bombeiros ajudou na retirada dos sobreviventes e ainda não começou a apagar o fogo, que atingiu também a parte de trás do prédio”.

O otimismo do Albert

Escreveu no facebook o cartunista Albeert Piauhy: “Brasileiros do Facebook e do mundo inteiro, acalmem-se. Sem radicalismo, sem fanatismo, sem histeria. Está chegando a Copa e depois as eleições.

Não demora muito, o Temer vai passar a faixa para o novo presidente. Calma, amigos, faltam poucos dias. Para que fanatismo, radicalismo, histeria, se esta é mais uma etapa que vai passar? Tomem um copo de água e relaxem.

O pai da criança

Finalmente foi revelado o nome do empresário que teria denunciado a cobrança de propinas nos órgãos do Estado e que repercutiu na Assembleia Legislativa. Em sua coluna no portal cidadeverde, o jornalista Zózimo Tavares disse que ele se chama Arthur Feitosa, presidente da Associação Piauiense de Construtores de Obras Públicas.

Só que ele informou ao colunista que suas declarações foram distorcidas, pois se queixou apenas da burocracia, que leva as empresas a pagarem propinas a funcionários. Para o deputado Robert Rios o assunto foi tão grave que fez ele se reaproximas do senador Ciro Nogueira, a fim de dirimir dúvidas.

Descoberta em Genebra

Escreveu Danilo Damásio, no facebook, exibindo uma foto com um piauiense que ele descobriu nem Genebra: “Tenho sorte de andar pelo mundo encontrando pessoas melhores que eu. Esse aí da foto é o piauiense de Oeiras, Assis Moreira, que há 30 anos mora em Genebra na Suíça.

Encontrei-o hoje em Shanghai, no Consulado Geral do Brasil. Foi recebido pelo Cônsul como um verdadeiro príncipe, que é na verdade”! A postagem de Danilo ganhou vários comentários, um deles de profunda ironia. O cara disse: “ainda bem que nem todo Assis é Carvalho”

Desafio do Parente

Noticiou o portal brasil247: “Em meio a uma crise sem precedentes, Pedro Parente volta a aumentar o preço da gasolina; a partir de amanhã (31), o preço nas refinarias subirá 0,74% e passará a ser de R$ 1,9671 por litro; em maio, o preço do combustível nas refinarias da Petrobras acumula alta de 9,42%; a decisão de subir o preço soa como uma afronta ao país”. A pergunta que se deve fazer é a seguinte: “será que o presidente Temer vai manter esse parente (não é parente dele) à frente da |Petrobras?

O humor de cada dia

O Baiano chega a um bazar e diz:

– Por gentileza, eu quero um “pinico”.

O atendente era um paulista e logo diz para o colega ao lado:

– Vou tirar um sarro desse baiano quer ver?

– Aqui nós chamamos de “Baiano ”

E o baiano calmamente responde:

– Tudo bem, então vê aí um baiano desses.

– De que tamanho você quer o “Baiano “? – Pergunta o paulista.

Então o baiano vai à forra: Que caiba um quilo e meio de paulista.

Dê sua opinião: