5000onon

Alunos do SENAI do Piauí criam sistema para controlar o uso da água

  

Alunos do Serviço Nacional de Aprendizagem do Piauí (SENAI-PI) desenvolveram um sistema para automatizar o controle, corte e liberação do fluxo de água. O projeto surgiu durante a participação no Desafio Projetos Integradores, que apresenta problemas reais da indústria para que os competidores desenvolvam soluções inovadoras.

A equipe formada por três alunos do curso técnico em informática para internet precisou criar uma solução para a companhia de água de Roraima, que tinha problemas na hora de fazer a leitura ou corte em locais muito distantes. O projeto ficou entre os melhores no Desafio e foi selecionado para a etapa nacional do Mostra Inova SENAI 2018. No programa, foi classificado entre os 20 melhores projetos do Brasil, na categoria Produto Inovador.

O professor orientador do projeto Hydro, Júlio César de Souza Filho, explica que apesar de ter sido criado para solucionar o problema de uma empresa, a ferramenta, composta por uma válvula, um sensor e um sistema online, pode acabar com a dor de cabeça de muita gente, principalmente em relação a vazamentos. Com o sistema, é possível visualizar gráfico e saber até qual o cômodo da casa está consumindo mais, para ajustar o uso da água e evitar desperdícios.

“Se eu não tenho um controle desses, geralmente só vou saber quando a conta chega. Quando chega, o consumo já foi feito, o desperdício já aconteceu, vou ter que pagar e vou ter ainda que procurar onde existe esse vazamento. Com esse sensor, eu consigo visualizar de forma real o consumo, fechar o fluxo, liberar o fluxo, remotamente, através do aplicativo ou do próprio site”, destaca.

Segundo o professor do SENAI-PI, o Mostra Inova trabalha, com os alunos, o empreendedorismo, a criatividade e a inovação. “Eu costumo dizer que quem participa desses programas do SENAI, têm sempre um passo a frente dos demais. Eles têm capacitações que incluem eles no mercado real de trabalho, os colocam ao lado de grandes profissionais”, ressalta.

Zabelle Cabral, 19 anos, é uma das integrantes da equipe que criou o Hydro e destaca que a principal característica do projeto é a redução de custos na empresa, para donos de residências e também para produtores. “Ele vai poder fazer o controle de vários setores de irrigação de forma automática, à distância, sem que precise ter um funcionário, ou dois, ou até mais, dependendo do tamanho do plantio, para ir lá e ficar fiscalizando a hora certa de aguar”, diz.

Para Zabelle, que já concluiu o ensino médio e o curso técnico, a participação no Mostra Inova, assim como o curso técnico, vai ajudar a garantir uma vaga no mercado de trabalho. “Eu acho que é bastante importante os jovens aproveitarem oportunidades como essa porque são oportunidades únicas e nos ajudam a crescer, não só no desenvolvimento intelectual, mas no criativo, a questão da comunicação, de saber desenrolar, do trabalho em grupo”, afirma a técnica em informática para internet.

"Estamos felizes, pois  nossos estudantes são bem preparados e têm condições de oferecer soluções para a indústria, já que estudam e vivem a realidade industrial no Estado, por meio das capacitações do SENAI”, afirma o presidente da FIEPI, Zé Filho.

Programa Mostra Inova 2018
O programa Mostra Inova 2018, do SENAI, classificou 50 projetos para a fase nacional, em duas categorias: Produto Inovador e Processo Inovador. Os classificados demonstraram seus projetos na Olimpíada do Conhecimento, realizada pelo Serviço Social da Indústria (SESI) e SENAI, no mês de julho.

Os 25 projetos classificados na categoria Produto Inovador tiveram consultoria com profissionais especializados, aulas à distância e auxílio financeiro de até cinco mil reais para o desenvolvimento das ideias. Na categoria Processo Inovador, os selecionados contaram com consultoria, participaram de banca virtual, de aulas à distância e auxílio financeiro de até dois mil reais.

Essa foi a primeira vez que um projeto representou o estado do Piauí na etapa nacional do Mostra Inova 2018. Ao todo, participaram 12 projetos desenvolvidos por alunos das escolas SENAI na Região Nordeste.



Fonte: Agência do Rádio

Dê sua opinião: