5000onon

Themístocles rechaça interferência na eleição na Assembleia

Plenário da Assembleia Legislativa 
 Foto: Paulo Pincel 

Se depender da vontade do presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, Themistocles Filho (MDB), a eleição da Mesa Diretora será um assunto a ser tratado somente depois do Ano Novo e decidido pelos 30 deputados, sem interferência do governador Wellington Dias (PT) e nem do senador Ciro Nogueira (Progressistas)

"Não é que eu não queria, o governador toma a decisão que ele quiser. Se nem o Bolsonaro está se metendo na disputa da Câmara e do Senado, o normal é que deixe os deputados livres. Seria como se o Themistocles fosse para Brasília interferir lá. Cada deputado e senador que tome conta da Casa que representa. Cada um é independente. Nós votamos no governador", frisou Themístocles Filho, cercado pelos jornalistas quando se dirigia do gabinete da presidência para o Plenário para mais uma sessão, como faz há 14 anos como presidente.

"O normal é que ele [Wellington Dias] deixe a Assembleia livre. Em janeiro saberei dizer se haverá consenso. Eleição é só depois que passar o Natal e o Ano Novo", acrescentou, antes de fugir da pergunta seguinte.  


Fonte: Paulo Pincel
Piaui Hoje 

Dê sua opinião: