5000onon

PT reafirma apoio unânime à reeleição de Regina Sousa ao senado

 
 Foto: Reprodução CidadeVerde.com

O Partido dos Trabalhadores do Piauí reafirmou apoio unânime à reeleição de Regina Sousa ao senado, durante Encontro Estadual neste sábado (03). Segundo o presidente estadual do PT Piauí, deputado federal Assis Carvalho, o partido irá assegurar o direito da senadora petista de concorrer às eleições deste ano.  

“Nós não estamos querendo limitar ninguém que queira concorrer às eleições para o senado, até porque a lei não limita o número de candidaturas, porém nós queremos assegurar o direito dela ser candidata, ou seja, a partir da reunião do diretório de hoje a candidatura de Regina Sousa não está em negociação, é uma questão decidida”, afirma o deputado Assis Carvalho.

O próximo passo, segundo Assis Carvalho, será levar para apreciação de cada delegado petista a decisão do partido em apoiar a candidatura de Regina Sousa. “Acredito que a decisão será apenas reafirmada, até porque a escolha foi feita por aclamação, por unanimidade”, pontua.

A reunião de delegados em que serão discutidas táticas eleitorais para este ano de 2018, dentre outros assuntos, está prevista entre os dias 4 e 18 de março.

Durante os dois dias de encontro, realizado no Sindicato dos Bancários, marcaram presença o governador Wellington Dias - que fez uma análise da conjuntura política na perspectiva de 2018 - membros da executiva estadual do PT Piauí, representantes de movimentos sociais, sindicais e populares e militância petista.

Em pauta estava à prestação de contas da gestão e atividades realizadas; aprovação das diretrizes do processo de definição de candidatura do partido para este ano; eleições 2018 e o ex-presidente Lula condenado em segunda instância pelo TRF4 a 12 anos de prisão.

Comitês Populares

O Partido dos Trabalhadores tem realizado em todo o Brasil atividades com intuito de garantir a manutenção da democracia e em defesa ao ex-presidente Lula. Dentre elas está a criação de comitês populares com objetivo de envolver os movimentos sociais, populares, sindicais, artistas, sociedade civil e toda militância petista, assim como os partidos do campo democrático e popular.

“Os comitês nos permite um diálogo direto com a sociedade sobre o direito que Lula tem de ser candidato a presidente. Hoje, todos nós sabemos que há toda uma movimentação pelo aprofundamento do golpe no sentido de tentar retirar a candidatura do Lula e isso é inaceitável. Isso cria sem sombra de dúvidas mais uma macha profunda no princípio democrático dessa nação, visto que ele foi condenado sem qualquer prova”, finaliza o deputado Assis Carvalho.



Da Redação
[email protected]


Dê sua opinião: