Palácio de Karnak passará por reforma no valor de R$ 4 milhões

 
 Foto: Reprodução

A estrutura do Palácio de Karnak, que é tombada enquanto patrimônio histórico edificado do Piauí, deverá passar por reforma estruturante. Fruto de planejamento iniciado em 2015, as intervenções deverão melhorar as instalações elétricas e hidráulicos, reforçar a segurança e restaurar o mobiliário histórico do prédio. 

A reforma projetada em R$ 4 milhões deverá dar as condições que o Palácio necessita para receber, com frequência mais organizada, visitantes que desejam conhecer o prédio histórico.

Além de sede do Poder Executivo, o Palácio de Karnak abriga dezenas de obras de arte históricas locais e é considerado um dos pontos turísticos da capital Teresina.

A coordenadora de Registro e Conservação da Secretaria de Cultura, Patrícia Mendes dos Santos, fala sobre a importância da estruturação do prédio público. “Não é só um lugar de autoridades e audiências com o governador, é um local que muita gente vem porque acha o prédio bonito e porque vem ver obras de arte belíssimas que serão restauradas e catalogadas”, revelou.

Um dos lugares que serão modificados, sem interferir na estrutura tombada do prédio é a entrada do palácio. A recepção para o público deverá volta a funcionar na lateral do palácio, com a inclusão de uma galeria dos governadores. “Nosso objetivo é transformar alguns locais interativos, disponibilizando telões interativos que exponham de um jeito moderno as riquezas regionais, como a rota das emoções. Tudo isso para que as pessoas não viessem aqui só pra ver o palácio e ir embora, de repente elas descobrirem um pouco mais”, informou a arquiteta Patrícia Vasconcelos.

A última grande reforma realizada no Karnak data da década de 90. A nova intervenção deverá reformar as estruturas elétricas e hidráulicas, com a inclusão de sistema de combate a incêndio. Outro local de intervenção será o jardim do palácio, que ganhará novos exemplares de plantas.

“Na prática, já há um projeto que iniciamos em 2015 para alguns cuidados especiais. Primeiro de segurança, garantir que se tenham instalações elétricas adequadas, a cobertura do palácio que é patrimônio a ser protegido. Também no campo da internet garantir que se tenha aqui uma imagem da nossa cultura, da nossa história e do Piauí de hoje”, contou o governador Wellington Dias.

 


Da Redação
[email protected] 


Dê sua opinião: