5000onon

Marina antecipa vinda ao PI e nega abrir mão de candidatura para sair como vice

 
 Marina Silva no aeroporto de Teresina. Foto: Divulgação/ Whatsapp  

A pré-candidata da Rede, ex-ministra Marina Silva, desembarcou neste sábado (12) em Teresina e negou a possibilidade de abrir mão de sua candidatura a Presidência para sair como vice coligada com algum outro partido. Ela lamentou a especulação sobre sua candidatura, o que considerou como “fakes news” (notícias falsas), sobretudo em publicações de alcance nacional. 

Marina Silva antecipou sua vinda ao Piauí, que estava marcada apenas para amanhã (13) e chegou por volta de 13h30 em Teresina. A pré-candidata lembrou que teve 22 milhões de votos nas últimas eleições e que a grande quantidade de votos é a motivação para seguir com o projeto da Rede de tê-la como candidata.

“Obviamente que são as fake News. O triste é quando elas são ditas por órgãos que têm circulação nacional. A minha candidatura foi posta em 2010 e foi sustentada pelos eleitores, foi posta em 2014 e mesmo sendo uma eleição fraudada pelo abuso do dinheiro da corrupção do PT, MDB, PSDB e dos seus satélites, eu tive 22 milhões de votos e minha candidatura está posta novamente como uma alternativa a tudo isso que está aí”, declarou no aeroporto de Teresina.

"Porque como eu disse, aqueles que criaram o problema de 13 milhões de desempregados, de uma saúde e uma segurança que não funciona, não vão resolver o problema. Esses partidos tiveram a sua chance, agora é a hora da sociedade avaliar, fazer uma mudança”, acrescentou.

Marina Silva ressaltou que o pleito eleitoral deste ano será “polarizado”, terá forte abuso de poder econômico e que a sua campanha surge como uma opção diferente e esperançosa.

“Perdemos muitas coisas, já fomos roubados até mesmo em parte do sonho e da esperançam. Não vamos permitir aogra que roubem a única coisa que faça o Brasil andar para frente, que é a nossa união. Está tendo uma campanha muito polarizada, como ódio, muita gente vai usar da mentira, da calúnia, do abuso do poder econômico e eu vou participar dessa campanha literalmente para oferecer a outra face”, concluiu. 

Programação 

Na parte da manhã, a presidenciável participa de uma palestra na igreja, Monte Moriá, na Vila Irmã Dulce, zona Sul da capital. Em seguida, visita uma comunidade que desenvolve trabalhos sociais na cidade de Nazária, região da Grande Teresina. 

À tarde, Marina retorna para Teresina onde deve almoçar. Às 15h30, se encontra com representantes de outros partidos e concede entrevista coletiva. De acordo com a assessoria, as reuniões serão fechadas e não devem contar com a presença de filiados e simpatizantes. 

Às 18h30, ela participa de uma palestra aberta ao público que acontecerá no CINCACRE.


Foto: Divulgação/ Whatsapp



Lyza Freitas
[email protected]


Dê sua opinião: