5000onon

Jeová Alencar pode trocar o PSDB pelo MDB em 2019

Themístocles Filho com Jeová  Alencar 
 Foto: Divulgação/Assessoria

O presidente da Câmara Municipal de Teresina, vereador Jeová Alencar, ainda no PSDB, pode estar de mudança para o MDB do deputado estadual Themístocles Filho, com quem andou conversando nos dias que antecederam a sua reeleição para mais um biênio no comando do Legislativo da capital. “

A convivência com o prefeito, Firmino Filho também anda desgastada. "Posso ficar, como posso sair. Agradeço a todos os convites dos partidos, mas tenho os pés no chão e política não pode ter ansiedade. O momento político hoje é um, amanhã é outro. Vamos esperar o momento certo. Temos uma eleição em dois anos. O próximo ano será de muito trabalho", lembrou o Jeová, em entrevista à TV Cidade Verde na tarde desta quinta-feira (27).

"Isso já passou. Nós vamos tomar posse agora no dia 2. Nós temos a responsabilidade de conduzir dos trabalhos, oi dever de colocar em pauta e até melhorar, através de emenda o que é melhor para a população de Teresina... Não tenho problema nenhum. A eleição da Casa passou. Não guardo mágoas. É página virada. Quero é trabalhar pelas comunidades, por Teresina e ser um vereador livre e independente. É isso que tenho feito, trabalhar por aqueles que acreditam no nosso trabalho...Tivemos o convite honroso do Fábio Xavier e também do nosso amigo Themístocles Filho, uma grata surpresa na eleição da Mesa e a nossa amizade só se solidifica, pela pessoa decente que ele é, e de outros partidos. É esperar a hora certa para tomar a decisão certa", tangenciou..

Emendas

Uma das metas do presidente da Câmara é incluir a transmissão das sessão das 8h às 10h no canal 16.1 da TV Assembleia Legislativa. A implantação da Ouvidoria Geral da Câmara, com o vereador Dudu do PT exercendo a função de ouvidor, também é uma das novidades do Legislativo em 2019.

Sobre as emendas impositivas não liberadas pela Prefeitura de Teresina, Jeová Alencar, revelou que são cerca de R$ 19 milhões. “Se não fizer [a liberação], eu vou judicializar. Vou dialogar, mas tudo tem limite. São mais da metade dos vereadores nessa situação. São emendas impositivas", disse Jeová, afirmando que o vereador é o para-choque da população, antes de comemorar as 131 sessões ordinárias e 45 câmaras itinerantes realizadas no ano. “A Câmara é o palco das grandes discussões e sempre esteve aberta não só a Mesa, mas os 29 vereadores”.



Fonte: Paulo Pincel
Piaui Hoje 

Dê sua opinião: